Notícias

Procedimento cirúrgico promete retardar menopausa por 20 anos

Compartilhe:     |  16 de setembro de 2019

Uma clínica britânica lançou recentemente um procedimento que promete retardar a menopausa por até 20 anos. A ProFam, com sede em Birmingham, cobra entre £ 7.000 e £ 11.000 (cerca de R$ 35 mil e R$ 54 mil, na cotação atual) pela operação que pode ser feita em mulheres com até 40 anos.

Trata-se de uma laparoscopia (cirurgia minimamente invasiva) que retira um pedaço do tecido do ovário e então o congela. Quando a mulher entra na menopausa — o que pode ocorrer décadas após o procedimento — o tecido é então descongelado e recolocado em algum lugar do corpo altamente vascularizado, como a axila. A ideia é que o tecido passe a liberar hormônios sexuais, pausando a menopausa e seus efeitos.

O tempo de duração dos efeitos do implante, explicam os responsáveis, varia conforme a idade em que for feita a retirada do tecido. Se for retirado de uma mulher com 25 anos, por exemplo, o efeito pode chegar a 20 anos, estimam. Em mulheres de 40, não passa de cinco.

A menopausa ocorre por causa de um declínio normal dos hormônios reprodutivos em mulheres entre 40 e 50 anos. Além do fim da menstruação, pode causar ondas de calor, secura vaginal, distúrbios no sono, ansiedade e depressão, osteoporose e doenças cardiovasculares. Há muito tempo especialistas buscam formas de minimizar os desconfortos causados pelo período, entre os quais tratá-los separadamente ou fazer terapia hormonal com medicamentos orais.

O problema é que eles podem aumentar o risco de outras doenças, entre elas o câncer de mama, e não são recomendados para todas as mulheres. Os transplantes, embora menos comuns, já são conhecidos como alternativa para os tratamentos tradicionais. Não há, no entanto, pesquisas o suficiente que demonstram a segurança e a eficácia de tais tratamentos. Até o momento, nove mulheres fizeram o procedimento na clínica inglesa.



Fonte: Revista Galileu



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Dia das crianças: não dê animal de presente!

Leia Mais