Notícias

Produtores de tomate investem em tecnologia e melhoram a renda

Compartilhe:     |  8 de julho de 2014

Os produtores de tomate industrial de Goiás estão satisfeitos com o preço do produto e para aumentar ainda mais o lucro, eles investiram em novas tecnologias de produção, adaptadas para a região do cerrado.

Iron de Lima tem 500 hectares plantados com tomate industrial no município de Itaberaí. Há 10 anos, ele investe na cultura, tudo irrigado, o que garante uma boa produtividade.

Quando Iron começou a plantar tomate industrial, a produtividade na fazenda era de 40 toneladas por hectare. Este ano, ele deve atingir a marca de 140 toneladas por hectare. “A planta está com um número muito maior de flores, que estão se transformando em frutos em maior quantidade também”, diz.

Goiás é o principal produtor de tomates do país, a colheita das variedades industriais acontece o ano todo.

Renato Sorgato também é produtor na região. Tudo o que sai da lavoura tem como destino à indústria. São 1,2 mil hectares cultivados com alta tecnologia. Usando equipamentos modernos, ele controla pragas e faz o manejo do solo com o uso de calcário e adubação nitrogenada.

Renato está satisfeito com a cultura e com o mercado este ano. A tonelada vendida para a indústria está saindo por até R$ 200 na região, enquanto no ano passado, nesta mesma época, valia R$ 180. “Este ano temos uma redução no plantio das grandes empresas produtoras de polpa, por problemas climáticos, e também a redução na produção da China e Estados Unidos. Houve um aumento do dólar lá fora e isso está refletindo no Brasil, com uma melhora nos preços”, explica Renato.



Fonte: Globo Rural



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Doação de sangue em animais: como funciona e os requisitos para um animal ser doador

Leia Mais