Projetos Ambientais

Projeto na UFPB promove bem-estar de animais no campus João Pessoa

Compartilhe:     |  19 de setembro de 2020

O projeto realiza atividades de alimentação, resgate, levantamento quantitativo e catalogação. Além disso, oferece cuidados médicos como castração, vermifugação e vacinação e controle habitacional. Foto: Matha Idalilna

O projeto de extensão Animais Comunitários busca, por meio da educação ambiental, promover a conscientização da comunidade universitária e ações de bem-estar a animais, principalmente cães e gatos, que vivem no campus I da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), em João Pessoa.

A iniciativa realiza atividades de alimentação, resgate, levantamento quantitativo e catalogação. Além disso, oferece cuidados médicos como castração, vermifugação e vacinação e controle habitacional, com o auxílio de clínicas veterinárias parceiras.

O trabalho é realizado no entorno da Reitoria, nos estacionamentos e embaixo da rampa que dá acesso ao prédio, perto da Biblioteca Central, atrás da Agência de Inovação Tecnológica (Inova) e nas dependências do Centro Acadêmico de Fisioterapia.

De acordo com Edivânia Barreto, coordenadora do projeto, a iniciativa tem o objetivo de fortalecer a aplicação das leis de proteção animal que regulamentam a causa no país. Para ampliar as ações, colaboração com a Superintendência de Infraestrutura (Sinfra) e a Administração Central da UFPB deve ser efetivada.

Entre ações que serão propostas, estão a instalação dos comedouros, elaboração de uma e-cartilha com informações de conscientização sobre o abandono e maus tratos aos animais, promoção do projeto em redes sociais como Instagram, canal no Youtube, Facebook e site e o catálogo com as fotografias dos gatos protegidos, que será disponibilizado na página eletrônica do projeto.

A iniciativa conta com a cooperação da empresa Serv Granja III, que trabalha com rações, acessórios, medicamentos e atendimento veterinário no bairro do José Américo, em João Pessoa. Também existem pessoas que ajudam ao apadrinhar alguns gatos que são resgatados e levados para atendimento veterinário.

Para Edivânia Barreto, sem a participação desses indivíduos, os custos com o projeto ficariam onerosos à equipe. “É urgente ampliar a rede de cooperação, pois os gastos são inúmeros. A UFPB é um espaço onde circula um grande número de pessoas diariamente e, por isso, a conscientização a respeito de cuidados com os animais, as zoonoses, controle populacional, abandono, prevenção e maus tratos é um assunto pertinente”.

A repercussão tem sido positiva. “Já há muitas pessoas querendo ajudar e também temos conseguido controlar a população dos animais no espaço de trabalho proposto pelo projeto”, revela a técnica da UFPB.

Passagem do bastão

O embrião do projeto começou a se desenvolver a partir da iniciativa de Ana Cláudia de Melo, servidora aposentada, que alimentava animais nas proximidades da Reitoria da UFPB. Ela  cuidava dos bichos e levava alguns para casa, adotando-os. Na iminência de se aposentar, pediu às colegas que dessem continuidade às tarefas.

“Éramos quatro funcionárias. Com o tempo, várias demandas requereram  mais atenção da nossa parte, como resgate, lar temporário, castração, cuidados com filhotes e gatos doentes. Foi por isso que pensei em submeter o projeto”.

Passado o bastão, o projeto Animais Comunitários foi selecionado pelo último edital do programa UFPB no Seu Município na 14º colocação e contemplado com uma bolsa, a fim de contribuir para a formação de estudante de graduação.

O programa institucional UFPB no Seu Município visa a escolha de projetos de extensão empenhados em promover o desenvolvimento da sociedade paraibana e que contribuam para a formação cidadã de discentes dos cursos de graduação.

Integram o projeto Animais Comunitários os servidores Emília Bomfim, Gerlane Lisiex, Raquel Soares, Marisa  Rodrigues, Regina Mendes, Daniel Araújo, Mateus Oliveira e Matha Vasconcelos. As alunas Ana Carolina Farias, Hillary Nascimento, Maria Lúcia Leite, Aline Gouvea e Rosa Amorim também participam.

Na federal paraibana, foi constituída a Comissão de bem estar animal a partir da Portaria 04/2016 do Conselho Universitário (Consuni), cujo objetivo é promover o enfrentamento do problema de animais domésticos que são abandonados nos campus.



Fonte: Ascom/UFPB (Reportagem: Carlos Germano | Edição: Pedro Paz)



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Gatos: dicas de cientistas para cuidar bem do seu pet

Leia Mais