Dicas Ecológicas

Que tal diminuir o consumo de papel? 5 dicas para começar hoje

Compartilhe:     |  10 de abril de 2021

Pensar em sustentabilidade é pensar na redução de consumo, porque isso diminui a necessidade de produção, usa menos recursos materiais e, consequentemente, poupa a natureza. Porém, como a sociedade ainda está muito acostumada a usar e descartar, esse pode ser um grande desafio.

No caso do papel, as dificuldades são óbvias. Desde pequenas, as pessoas utilizam o material para tudo, desde escrever, guardar informações importantes até embalar produtos. Mas será possível agir de outra forma? Neste artigo você verá que sim — e que você pode começar hoje mesmo!

Faturas digitais

Já observou quanto de papel pode ter sido usado para imprimir as faturas das contas? Atualmente, isso não é mais necessário, pois é possível acessar os débitos pelo celular ou, ainda, cadastrar os pagamentos automáticos no próprio banco.

Então, em vez de acumular papéis que não serão úteis, uma saída ecológica e inteligente é solicitar que as faturas só sejam entregues por e-mail. Para evitar confusões — e até falta de pagamento de a mensagem não chegar —, é interessante montar uma planilha simples com as datas de vencimento. Assim, você não esquece o que deve pagar.

Folhetos online

Já faz algum tempo que o comércio percebeu que não é tão útil entregar panfletos físicos para os clientes. Isso porque, muitas vezes, os consumidores mal vêem as promoções, e descartam o papel em seguida. Por esse motivo, grandes lojas estão optando por disponibilizar as informações no formato digital.

O Porta Folhetos é um exemplo de plataforma que funciona assim. Lá, o consumidor encontra as ofertas do Carrefour, Extra, Lojas Americanas, Casas Bahia, etc. Os preços podem ser consultados pelo celular ou computador. Dessa forma, você não precisa mais pegar um material que irá descartar imediatamente, pois pode escolher os folhetos online.

Visualize antes de imprimir

Em alguns momentos, será impossível fugir do uso e da impressão de documentos físicos. No entanto, mesmo nesses casos, é possível evitar um pouco de desperdício.

Há situações em que o arquivo pode ser de outra forma. Por exemplo: ao imprimir um arquivo de três folhas, a última pode ter apenas uma linha. Ou seja, esse trecho pode subir para a página anterior e assim não gastar um papel inteiro. Dessa forma, é essencial visualizar o documento antes de acionar de vez a impressora.

Além disso, quando for possível, prefira fazer a impressão frente e verso. Assim, poderá gastar metade do papel que gastaria.

©cottonbro/Pexels

Use sistemas digitais

Fazer anotações a mão é um hábito bastante comum. Mas será que isso sempre é necessário? Em algumas situações, é possível anotar diversas informações — como tarefas a fazer — em blocos de notas ou em sistemas específicos que garantem a digitalização.

Caso opte, mesmo assim, por escrever no papel, prefira usar apenas um caderno ou agenda. Por exemplo: um caderno por ano. Isso evita que mais material seja gasto sem necessidade.

Leitura virtual

Apesar de ainda existir muitos leitores que preferem os livros físicos, os digitais estão ganhando espaço. De acordo com pesquisa publicada na Folha de S. Paulo, as vendas das obras virtuais cresceram 115% nos últimos anos.

Além de ser mais ecológico, ler em um aparelho pode ser mais prático, pois não é necessário ter um amplo espaço para guardar os livros. Outra vantagem é a economia, já que os arquivos digitais são mais baratos do que os impressos.

Como visto, ainda que seja desafiador diminuir o consumo de papel no dia a dia, não é algo impossível de mudar. O meio ambiente e até o seu bolso irão agradecer pelos novos hábitos!



Fonte: Greenme



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Dente-de-leão: uma planta benéfica também para saúde dos cães

Leia Mais