Notícias

Queda de raios deve aumentar em parte do País neste verão. Saiba como se proteger

Compartilhe:     |  18 de janeiro de 2015

Época do ano mais esperada pelos brasileiros e turistas, o verão anuncia a chegada das férias, mas traz consigo também o calor e inúmeras chuvas torrenciais que vem se tornando cada vez mais agressivas, ocasionando a formação de raios. Com um clima tropical e bastante quente, o Brasil é o país com maior incidência desse fenômeno no mundo.

A chance de uma pessoa ser atingida por um raio é de cerca de um para 1 milhão, de acordo com o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). Mas das 50 mortes por raios no mundo, uma acontece por aqui. No final de dezembro no ano passado, a morte de quatro turistas após uma descarga elétrica cair na orla da Praia Grande, no litoral paulista, reacendeu os debates sobre o perigo dos raios.

Na ocasião, o Inpe revelou que cerca de 20% a 30% das pessoas atingidas por raio morrem por causa de paradas cardíaca e respiratória, e 70% dos sobreviventes sofrem por um longo período com sequelas graves psicológicas e orgânicas.

Para a temporada 2014-2015, o Elat (Grupo de Eletricidade Atmosférica do Inpe) prevê um aumento na incidência de raios nas regiões Sul, Nordeste e Norte do País. Para evitar mais acidentes, confira algumas dicas de como se proteger:

A regra básica a ser seguida durante uma tempestade é evitar lugares abertos e procurar abrigo sob alguma edificação já nos primeiros sinais de chuva. Somente o fato de estar na rua em meio a uma tempestade torna a pessoa vulnerável a receber uma descarga elétrica;

Saia da praia. Por ser um local aberto, às vezes cheio de guarda-sóis e quiosques, a praia é um local especialmente perigoso quando começam os relâmpagos. Neste tipo de ambiente, a radiação do raio se propaga tanto pela água como pelo chão e, ao atingir a pessoa, produz o efeito conhecido como diferença de potencial, fazendo com que ela seja eletrocutada;

Se estiver dentro de um carro, permaneça nele sem encostar nas partes metálicas, pois os veículos, quando fechados, são bastante seguros durante uma chuva.  Mas, lembre-se: é muito perigoso ficar do lado de fora próximo a carros, tratores, motos ou bicicletas;

Fuja dos aparelhos eletroeletrônicos, tais como telefone com fio ou celular conectado ao carregador;

Evite o contato com água e metal, que são condutores de eletricidade. O cobre e o alumínio presentes nos postes atraem raios, então fique longe deles. Mesmo quando já encontrou um abrigo, é importante evitar a proximidade com esses elementos;

Nunca fique debaixo ou próximo de árvores. O destino do raio é sempre a superfície (terra, concreto ou mar) e pode atingir quem estiver por perto. Além disso, as chuvas de verão trazem ventos fortes, o que pode ocasionar a derrubada de árvores.



Fonte: Pensamento verde



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Estresse passa do dono para o cachorro

Leia Mais