Notícias

Quem venceria a briga: um tigre siberiano ou um urso pardo?

Compartilhe:     |  8 de março de 2020
Nossa análise dessa acalorada discussão online dos russos deve decidir o assunto de uma vez por todas…

Primeiro, alguns fatos históricos:

Ambos os animais são predadores no topo da cadeia alimentar.

Tanto o tigre siberiano quanto o urso pardo são os senhores indiscutíveis de seus respectivos habitats. O habitat d o tigre do Amur (também conhecido como tigre siberiano) são as florestas da parte sul do Extremo Oriente russo, enquanto o do urso é, predominantemente, a América do Norte. Consequentemente, esses predadores nunca se encontrariam naturalmente por aí.

Tigre siberiano.

Mesmo assim, podemos especular com certo grau de certeza, já que duas espécies de ursos vivem no habitat do tigre siberiano: o urso do Himalaia e o urso pardo – sendo que o último está relacionado ao urso norte-americano, mas é ainda mais agressivo e predatório. Eles não gostam de compartilhar comida e território, mas às vezes precisam fazê-lo.

Urso pardo.

Tigres comem ursos

Os tigres atacam animais de grande porte: veados, alces, javalis e, sim, ursos. Estes últimos representam 5% de todos os pratos principais no menu do tigre (é verdade que eles são principalmente os ursos do Himalaia).

Ao encontrar um tigre de Amur, um urso tem uma só opção para permanecer vivo. “A única maneira de escapar é subir em uma árvore”, disse ao Russia Beyond o biólogo Serguêi Aramilev, chefe do Centro de Pesquisas do Tigre do Amur.

Os tigres são muito relutantes para escalar árvores. “Às vezes, o tigre simplesmente espera o urso descer. Ou, se a árvore é macia (como o abeto, por exemplo) e o tronco tem menos de 20 centímetros de diâmetro, o tigre pode mordê-lo como um castor para derrubar sua presa no chão”, explica Aramilev.

Briga entre urso e tigre.

Um urso pardo, no entanto, não seria tão fácil.

Agora, uma análise estratégica.

Perfil geral

Ambos os animais são assassinos naturais, com muitas “armas mortais” a sua disposição. O tigre siberiano é o maior gato predador do mundo, com 1,5 a 2 metros de comprimento no corpo e 180 a 300 quilos de peso.

“Em termos de força, ele é imbatível no Extremo Oriente russo”, lê-se em relatório da WWF (World Wildlife Fund). Ele corre à velocidade média de um carro: 80 quilômetros por hora. E ele o faz mesmo na neve.

Um urso pardo adulto, como suas subespécies, é muito mais robusto e mais forte que o tigre siberiano. Ele pode atingir 400, 500 ou, às vezes, 600 quilos. De pé sobre as patas traseiras, ele é uma montanha ambulante, com cerca de 3,3 metros!

Urso pardo.

Força da mordida

A poderosa mandíbula do urso pardo se fecha com uma força de 1.250 PSI (libras por polegada quadrada), enquanto a do tigre tem uma força de 950 PSI – o que ainda é o suficiente para atravessar um osso.

Urso pardo.

Mas os dentes do tigre são mais longos e finos, deixando feridas mais profundas e que sangram por mais tempo.

Garras

Esta é uma “importante fonte de ferimentos” no arsenal do urso. Suas garras são mais longas e mais afiadas que as de um leão ou de um urso polar, e podem cortar o inimigo em pedaços.

As garras do urso pardo não são tão afiadas quanto os dos tigres siberianos, mas carregam consigo o poder esmagador do próprio golpe. Um golpe desses poderia simplesmente quebrar um tigre em dois. “A força do impacto das patas do urso é tão grande que pode jogar um javali adulto de 150 quilos no ar e fazê-lo subir dezenas de metros”, de acordo com as estimativas de cientistas especializados em medicina selvagem.

Tigres são furtivos

Eles podem se mover sem emitir som, emboscar e atacar da posição mais vantajosa da perspectiva deles e no momento mais imprevisível. “Vagamos por seu habitat por 25 anos, chegando perto dele ocasionalmente e, durante todo esse tempo, ouvimos um tigre rugir menos de cinco vezes. Mas uma vez basta, pois seu trovão congela o sangue de qualquer um e marca uma pessoa pela vida inteira”, lembram os biólogos Iúri Dunischenko e Aleksandr Kulikov.

Ursos são resistentes a feridas

Enquanto o tigre tem claramente superioridade em termos de velocidade e agilidade, os ursos são “tanques blindados” do mundo animal. Todas as suas artérias e traqueia são protegidas por gordura e músculo sólidos e ficam em posições muito profundas. É conhecido o fato de que os ursos continuam lutando mesmo quando balas penetram seus pulmões ou fígado.

E finalmente, o fator mais crucial:

Táticas de batalha

Sem dúvida, a primeira coisa que um urso ameaçado fará é se levantar para parecer o maior possível. Como neste clipe:

Esta pode ser a última coisa que ele fará ou, de preferência, isto pode somente convencer a concorrência a ir buscar um almoço alternativo.

O tigre tem um objetivo em mente: morder o osso do pescoço da presa. Todos os especialistas em tigres destacam isso como a técnica de matar mais comum: “Ele faz sua abordagem com destreza e, com uma única mordida, a vítima fica imóvel. A vítima pode fazer o que quiser, mas ela não tem chances de se recuperar”.

Mas segurar o pescoço do urso não é tarefa fácil, dada a quantidade de gordura e músculos, e é isso o que torna essa discussão interminável: tudo depende do tigre e do urso específicos na briga.

Veredito

“Se um urso macho muito grande lutar com uma tigresa ou um macho pequeno, as chances de vitória são iguais ou até um pouco favoráveis ​​ao urso”, diz Aramilev.

Mas, se pensarmos em dois rivais peso-pesado os naturalistas apostariam no tigre. Isso se deve a uma única razão: ele está acostumado a matar.

“É uma questão exclusivamente de padrões de alimentação. Os tigres se alimentam apenas de carne, e apenas da carne dos animais que matam, e é por isso que eles desenvolveram mais habilidades de caça. Eles sabem exatamente onde morder para matar a vítima, como e onde atacar com suas patas”, explica Aramilev.

Os ursos, por sua vez, comem principalmente vegetais e peixes e são também colhedores. Eles não caçam regularmente. “Pode-se dizer que os ursos esqueceram onde devem morder. Eles perderam as habilidades de caça necessárias”, observa.

Timoféi Bajenov, zoólogo e apresentador do programa de TV Díki Mir (Mundo Selvagem), tem a seguinte opinião do caso: “Muitas vezes me perguntam: se um tigre encontrar um urso pardo na taiga, quem venceria? Via de regra, o tigre!”

 



Fonte: Russia Beyond



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Emocionante: vídeo mostra tartarugas-marinhas sendo salvas por pescadores no litoral catarinense

Leia Mais