Notícias

Raras lagostas albinas e amarela são apanhadas nos Estados Unidos

Compartilhe:     |  6 de setembro de 2014

Três lagostas extremamente raras, sendo duas albinas e uma amarela, foram apanhadas com poucos dias de diferença no estado do Maine (EUA).

Três lagostas extremamente raras, sendo duas albinas e uma amarela, foram apanhadas com poucos dias de diferença no estado do Maine (Foto: Elizabeth Watkinson/Owls Head Lobster Company/AP)
Três lagostas extremamente raras, sendo duas albinas e uma amarela, foram apanhadas com poucos dias de diferença no estado do Maine (Foto: Elizabeth Watkinson/Owls Head Lobster Company/AP)

Segundo especialistas, a incidência de uma lagosta albina é de uma em 100 milhões. No caso da lagosta amarela, a probabilidade é de uma em 30 milhões.

Raras lagostas albinas foram apanhadas por Bret Philbrick e Joe Bates (Foto: Elizabeth Watkinson/Owls Head Lobster Company/AP)
Raras lagostas albinas foram apanhadas por Bret Philbrick e Joe Bates (Foto: Elizabeth Watkinson/Owls Head Lobster Company/AP)

“Eu fiquei surpreso. Chocado, na verdade “, disse o pescador Joe Bates, que pegou uma das lagostas albinas a 1,5 km da costa de Rockland.

A outra lagosta albina foi fisgada pelo pescador Bret Philbrick. As duas lagostas albinas têm cerca de 5 ou 6 anos de idade.

Há duas semanas, uma lagosta azul, que também é rara (uma em dois milhões), foi apanhada pela americana Meghan LaPlante, de 14 anos, e seu pai, James, em uma armadilha na costa do Maine.

Há duas semanas, lagosta azul, que também é rara (uma em dois milhões), foi apanhada no Maine (Foto: James LaPlante/Reuters)
Há duas semanas, lagosta azul, que também é rara (uma em dois milhões), foi apanhada no Maine (Foto: James LaPlante/Reuters)
 


Fonte: G1



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

5 coisas horríveis que você não sabia que aranhas podem fazer com você

Leia Mais