Notícias

Receita para dormir bem começa pela alimentação. Confira o que ajuda e o que atrapalha

Compartilhe:     |  15 de maio de 2018

Para muita gente, o que era para ser o período de descanso acaba se tornando momento de agonia. Noites em claro, sem dormir, deixam o cansaço acumulado e aumentam o estresse. Se os problemas persistirem por pelo menos menos três semanas, é bem provável que o quadro seja de insônia, distúrbio que atinge 40% da população brasileira. Para se ver livre desse mal, a mudança de hábitos é essencial, e o primeiro passo pode estar na alimentação. Mel, aveia, banana, grão de bico, alface, maracujá e camomila são alimentos caracterizados como amigos do sono. A ingestão deles no último lanche do dia, que deve ser feito até meia hora antes do repouso, é um passo certeiro rumo a uma boa noite, segundo a nutricionista Danieli Vieira.

“Nessa refeição (ceia), também indico alimentos como a cereja, além da aveia, que são ricos em melatonina, o hormônio do sono. O leite quente também pode ser um amigo de quem sofre de insônia já que possui triptofano, que colabora para o descanso. Vale sempre lembrar também que o chá de camomila é um relaxante natural e é muito bem-vindo”, destacou Danieli, que ressalta a importância de seguir os horários das refeições. O jantar, por exemplo, antes da ceia, deve ser feito entre duas e três horas antes de se deitar.

Da mesma maneira que uma dieta balanceada colabora com a melhora na qualidade do descanso, o consumo de nutrientes que exigem grande esforço do sistema digestivo, como carne vermelha, deve ser evitado perto da hora de dormir. Alimentos com propriedades estimulantes, gordura e temperos fortes, como canela, pimenta e gengibre, também estão nessa lista. “Bebidas alcoólicas prejudicam muito o sono mais profundo. A primeira sensação pode até ser de relaxamento, mas a verdade é que a pessoa não repousará completamente. Além disso, café, chocolate, chá preto e refrigerante nunca são boas opções para quem já está se preparando para relaxar, assim como alimentos com açúcar, já que dão energia”, alertou a nutricionista Cyntia Maureen.

A neurologista e presidente da Associação Brasileira do Sono, Andrea Bacelar, explica que noites mal dormidas podem gerar problemas muito mais sérios do que o cansaço no dia seguinte. Déficit de memória, hipertensão e até depressão são algumas das doenças que afetam quem tem o costume de passar muito tempo acordado. “Atualmente, nos expomos a pouca luz solar, dificultando a sincronização entre claro e escuro. Passamos o dia em salas com pouca luz e invertemos essa situação de noite em casa. Isso atrasa muito a vontade de dormir”.

Galeria de Fotos

Grão de bico Contém quantidades elevadas de vitamina B6, que, assim como a banana, estimula a produção do chamado hormônio do sonoREPRODUÇÃO DA INTERNET

Alface Contém grande quantidade de lactucina e lactupicrina na composição, que atuam como calmantes e relaxantes naturaisREPRODUÇÃO DA INTERNET

Aveia É rica em melatonina, o hormônio do sono, e induz o relaxamentoREPRODUÇÃO DA INTERNET

Camomila Contém glicina, um aminoácido que possui um leve efeito sedativo, relaxando músculos e o sistema nervosoREPRODUÇÃO DA INTERNET

Café, chocolate, chá preto e refrigerante Estimulam o sistema nervoso central, o que atrapalha na hora de dormirREPRODUÇÃO DA INTERNET

Alimentos que influenciam no sonoREPRODUÇÃO DA INTERNET

Maracujá Conhecido como calmante natural, é rico em vitaminas do complexo B, além de vitamina C, que reduz a liberação do cortisol, o hormônio do estresse, fazendo com que o sono seja induzido de forma sutilREPRODUÇÃO DA INTERNET

Alimentos que influenciam no sonoREPRODUÇÃO DA INTERNET

Bebida alcoólica Age como estimulante, atrapalhando o bom sonoREPRODUÇÃO DA INTERNET

Alimentos gordurosos São de difícil digestão, não permitindo que o organismo descanse e repouse REPRODUÇÃO DA INTERNET

Alimentos que influenciam no sono REPRODUÇÃO DA INTERNET

Banana É um indutor natural de sono, pois é um eficiente relaxante muscular por possuir triptofano, vitamina B6, magnésio e potássioREPRODUÇÃO DA INTERNET

Mel Por ser um carboidrato, responsável por aumentar os níveis de insulina no sangue, o mel facilita a entrada do triptofano no cérebro, que posteriormente se torna serotonina e estimula o corpo a dormir profundamenteREPRODUÇÃO DA INTERNET

Açúcar Fornece grande quantidade de energia prejudicando a qualidade do sono REPRODUÇÃO DA INTERNET



Fonte: O Dia - Gabriel Thomaz



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Lei que proíbe piercings e tatuagens em animais é sancionada no Distrito Federal

Leia Mais