Notícias

Reciclagem de eletrônicos diminui na quarentena e a recomendação é guardar resíduos em casa

Compartilhe:     |  23 de junho de 2020

As medidas de isolamento social, necessárias para diminuir o contágio do coronavírus, começaram há mais de 3 meses, e muitos setores da economia já sentiram os efeitos do isolamento. Com a reciclagem de pilhas e aparelhos eletroeletrônicos sem mais utilidade para a população, o chamado lixo eletrônico, não é diferente.

Dados recolhidos pela Green Eletron, gestora sem fins lucrativos de logística reversa de eletroeletrônicos, indicam uma queda de 51,9% na arrecadação de resíduos, em quilos, no mês de maio de 2020 em relação ao mesmo período do ano passado.

A Green Eletron coletou 1.312 kg de lixo eletrônico no mês passado, contra 2.728,12 kg em maio de 2019. Abril deste ano também foi de queda em relação ao ano passado, com 6.706,73 kg recolhidos em 2019 e apenas 1.002,00 kg em 2020 – uma diferença de 85%.

Mais pontos de coleta
Quando colocado em perspectiva o crescimento de 400% no número de Pontos de Entrega Voluntária (os PEVs) instalados pela gestora, que em 2019 era de 41 pontos e atualmente é de 215, a queda nas coletas fica ainda mais significativa.

Segundo a gestora, o primeiro grande baque na arrecadação ocorreu em abril de 2020, coincidindo com o início da quarentena no estado de São Paulo, no dia 24 de março. Muitos dos PEVs, nos quais a população pode descartar pilhas e equipamentos eletroeletrônicos usados, ficam instalados em lojas e shopping centers, que permaneceram fechados durante os primeiros 3 meses de quarentena.

O que fazer?

“Com o acesso aos pontos de descarte reduzido, é preferível que as pessoas não descartem seus equipamentos sem utilidade no lixo comum”, explica Ademir Brescansin, Gerente Executivo da Green Eletron.

“Nossa recomendação é que a população aproveite esse momento para limpar suas gavetas e armários, junte as pilhas e aparelhos elétricos e eletrônicos que não precisam mais e aguarde o fim do isolamento para descartá-los corretamente”.

A gestora acredita que o isolamento social é importante ferramenta do combate ao avanço do coronavírus, e deve ser cumprida. Os resíduos podem ser facilmente guardados dentro de casa, já que não criam mau-cheiro e nem são perigosos.

O importante é lembrar de levá-los até um posto de coleta assim que for seguro sair de casa. Para saber onde descartar seus resíduos eletrônicos e pilhas, clique aqui.



Fonte: CicloVivo



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

A surpreendente velha amizade entre um cão e um golfinho

Leia Mais