Notícias

Reciclagem: separação correta dos resíduos é vital em época de coronavírus

Compartilhe:     |  6 de abril de 2020

O isolamento social, em função da pandemia de coronavírus, tem muitos efeitos no dia a dia, e um deles, é o aumento do consumo de alimentos e, consequentemente, dos resíduos sólidos, isto é, o lixo. Em Erechim, a Associação dos Recicladores Cidadãos Amigos da Natureza (Arcan), localizada no Bairro Progresso, é uma das instituições que realizam a separação e reciclagem dos resíduos sólidos do município.

Nesse momento de isolamento social, pandemia do coronavírus, as regras para descarte de resíduos continuam as mesmas, e quaisquer dúvidas deveriam ser tiradas com a Secretaria de Meio Ambiente de Erechim, afirma a presidente da Arcan, Franciele de Oliveira.

Ela comenta que aumentou um pouco a quantidade de material que chega a associação nesse período. “Estamos trabalhando com 26 pessoas, tomando os cuidados necessários durante o trabalho, mantendo a distância entre as pessoas, recomendadas pela saúde”, afirma.

Segundo Franciele, o grupo está usando luvas e chegou a usar máscaras, mesmo não sendo recomendado. “Mas as máscaras acabaram e não conseguimos mais achar para comprar”, disse. Ela observa que logo no início dessa situação, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente repassou as orientações sobre cuidados sobre o coronavírus.

Conforme Franciele, a Arcan recicla em média cerca de 80 toneladas de resíduos por mês, “fora o rejeito”, e tudo é feito manualmente, por isso, a importância de se fazer a separação correta dos resíduos. “Logo que começou eles vieram aqui”, disse.

Separação correta

“Está vindo muito material que não deve ser descartado como resíduo, como por exemplo, roupas velhas, calçados, mochila. Isso tudo não é material reciclável, até animais mortos estão colocando para reciclar”, ressalta. E, além disso, acrescenta ela, muitas luvas e máscaras também estão sendo descartadas como resíduo comum, o que não deve ser feito.

A presidente da Arcan enfatiza que a recomendação é continuar fazendo a separação normal, mesmo nesse período de isolamento social e calamidade pública em função do coronavírus. “Separar latas, plásticos, papeis, resíduos orgânicos, e no caso de roupas e animais é necessário entrar em contato com a Secretaria do Meio Ambiente para buscar orientações de como fazer certo esse descarte”, afirma.



Fonte: Jornal Bom Dia



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Dicas para prevenir os resfriados em cães

Leia Mais