Denúncia

Redes de pesca matam 300 mil cetáceos por ano: eles não merecem essa morte cruel

Compartilhe:     |  25 de julho de 2020

Recentemente, nas maravilhosas Ilhas Eólias ao sul da Itália, um cachalote (Physeter macrocephalus) teve o corpo todo enroscado em uma enorme rede de pesca. O caso que repercutiu no mundo inteiro mostra uma realidade muito mais comum do que se imagina.

Infelizmente, a cada ano, redes de pesca matam 300 mil cetáceos (baleias, golfinhos, cachalotes, focas) mas também toda sorte de animal-marinho.

Além das colisões com grandes naves, o sufocamento, a ingestão, ou a perda do movimento causado nos animais quando se enroscam nestas malditas redes, é a segunda causa mortis de baleias no Mar Mediterraneo, como informa o site italiano Fanpage.

Na Itália viralizou o vídeo da tentativa de resgate de um cachalote apelidado de “Furia”. Infelizmente o difícil resgate total do animal para fora da rede ainda não foi possível. Uma equipe formada por biólogos marinhos e guardas costeiros tentam corajosamente salvar a vida do animal:

A operação é arriscada e perigosa dado o tamanho do caetáceo que pesa 15 toneladas. A equipe conseguiu retirar boa parte da rede, a ponto de o animal conseguir voltar a se movimentar, mas acabou perdendo-o de vista durante a operação que vem durando dias (hoje é o 5° dia).

A rede causou no animal sérias lacerações e, segundo informações do biólogo marinho Carmelo Isgrò, em sua página Facebook, o animal não seria capaz de se liberar sozinho do resto da rede que ficou presa à sua cauda, o que coloca sua sobrevivência em risco.

A busca pela cachalote “Furia” continua mas a fúria humana pela exploração da natureza parece não ter fim.

A cada ano, 640 mil toneladas de redes e equipamentos de pesca são jogadas ou perdidas nos mares e oceanos do mundo, segundo estimativas da Seawatch Foudantion.

Lembrando que a rede em que Furia ficou presa é uma dessas grandes redes usadas para pescar atum, que tal repensar a tua dieta? Esses animais não merecem uma morte assim cruel por nossa causa.



Fonte: Greenme - Daia Florios



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

“Comida de humanos” pode até matar os pets! Veja os riscos dessa prática

Leia Mais