Ecologia e Saúde

Remédio para Emagrecer: Veja os Riscos e Precauções

Compartilhe:     |  29 de junho de 2019

remédio para emagrecer

Por Camila Solanini

Você está pensando em tomar remédios para emagrecer? Muitas pessoas apostam nesse tipo de medicação visando mudar o próprio corpo, mas será que os riscos valem a pena?

Muitas pessoas ainda acreditam que remédios são pílulas mágicas que irão auxiliar a chegar ao corpo dos sonhos, para conferir se essa é a verdade, continue lendo!

Remédio Para Emagrecer É a Solução?

Os remédios para emagrecer só devem ser consumidos por indicação médica, quando o paciente está muito acima do seu peso ideal com base no cálculo de Índice de Massa Corporal (IMC).

Nesses casos, a medicação é indicada para auxiliar a perda de peso, contribuindo para que o paciente possa emagrecer de forma mais rápida, uma vez que a medicação irá inibir o apetite e gerar a sensação de saciedade.

Assim, o paciente consegue consumir menos calorias ao longo do dia sem sentir fome, o que facilita a perda de peso.

No entanto, o consumo da medicação deve ser por tempo limitado, conforme a indicação médica. E se o paciente não mudou seus hábitos alimentares durante o tratamento, o risco de reganho de peso é bastante elevado.

Dessa forma, é bem comum o relato de pessoas que pararam de consumir medicação para emagrecer e ganharam o dobro do peso que conseguiram perder ao longo do tratamento.

Remédios Para Emagrecer – Riscos e Efeitos Colaterais

As medicações para emagrecer devem ser prescritas pelo médico endocrinologista que irá acompanhar o paciente de perto, conferindo se a medicação está ofertando o efeito esperado e se o paciente está apresentando efeitos colaterais negativos.

Uma das medicações mais consumidas no Brasil para emagrecer é a Sibutramina, que atua inibindo o apetite, mas apresenta como efeitos colaterais em alguns pacientes o aumento da pressão arterial e acelera os batimentos cardíacos.

Além disso, o consumo prologando de sibutramina pode proporcionar a sensação de tristeza, irritação e impaciência, o que tende a mudar o comportamento de quem toma essa medicação.

Porém, existem casos de pessoas que consomem essa medicação com o acompanhamento médico e conseguem obter sucesso na perda de peso, sem sofrerem tanto com os efeitos colaterais.

Precauções no Consumo de Medicação Para Emagrecer

Quem deseja utilizar medicamentos para emagrecer precisa passar por uma avaliação de saúde. Na consulta médica o paciente deve manifestar seu desejo e conversar com o profissional para esclarecer suas dúvidas a respeito da medicação.

Dessa forma, o médico irá avaliar se de fato existe a necessidade e a possibilidade de usar medicação para emagrecer.

Durante o uso do medicamento, o paciente deve ter consciência de que será preciso mudar seus hábitos alimentares.

Além disso, a inserção da prática de atividades físicas na rotina tende a ser benéfica, visando acelerar a perda de peso.

Ao adotar uma rotina de atividades físicas e uma alimentação mais equilibrada durante o tratamento, dificilmente o paciente irá apresentar reganho de peso considerável, após deixar de consumir a medicação.

O que tende a ser o principal medo de quem consegue emagrecer com o uso de medicação. Outra precaução necessária é passar por uma avaliação com seu cardiologista.

Antes de começar a tomar qualquer medicamento que possa alterar a pressão, como o caso da sibutramina, recomenda-se um check-up com seu cardiologista.

Essa avaliação é importante para evitar que os efeitos colaterais da medicação contribuam para a piora da saúde.

Remédio Para Emagrecer Requer Seriedade

Consumir medicações para emagrecer sem acompanhamento médico é um enorme risco para a saúde. A forma mais saudável de emagrecer ainda é a união de atividade física e mudança de hábitos alimentares!

Quem deseja emagrecer e não foi aconselhado por um médico especialista, não deve insistir no consumo de medicações para a perda de peso.

Nesses casos, apostar na mudança de hábitos é a melhor forma de garantir um corpo mais magro e saudável.

Para saber mais sobre saúde e bem-estar, acesse o Blog Melhor Saúde!



Fonte: Espaço Ecológico



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Estresse passa do dono para o cachorro

Leia Mais