Notícias

Residência em Agrofloresta ensina planejar jardim comestível

Compartilhe:     |  31 de maio de 2020

A pandemia acelerou processos. Cada vez mais pessoas sonham em dar o primeiro passo à autonomia alimentar: plantar sua própria comida sem veneno e sem destruir o meio ambiente. A Residência em Agrofloresta é uma imersão online ao vivo que vai ocorrer entre os dias 8 a 11 de junho, com o permacultor Bento Cruz, morador da Ecovila Clareando, em São Paulo.

A vivência é focada em quem planeja transformar o quintal de casa ou uma propriedade rural (chácara, sítio, fazenda) em um sistema agroflorestal. Um dos desenhos que é apresentado é o projeto de jardim comestível.

Inscrições até 31 de maio têm 30% de desconto.

Os alunos terão acesso ilimitado às gravações por um mês.

Planejamento da Agrofloresta
A Residência em Agrofloresta é indicada para tem um quintal ou um terreno, quer contribuir para o processo de regeneração da Natureza e precisa planejar o que fazer no espaço. Mas quem não tem experiência rural (e até mora em um apartamento) pode – e deve – participar. O mais importante é querer dar o primeiro passo. O planejamento da Agrofloresta é uma etapa essencial para saber o que plantar, onde plantar e como plantar. Em resumo: evita-se desperdício de recursos, tempo e dinheiro.
Um dos bônus da Residência é o Programa de Mentoria para 3 alunos, que serão escolhidos pelo Bento para receber uma orientação para o planejamento dos seus projetos. O processo de criar um projeto vai ser mostrado aos alunos em uma aula extra.

Assista 3 vídeos sobre Agrofloresta

Como vai ser a Residência em Agrofloresta

Por que devemos abraçar a Agrofloresta

Como a Natureza se regenera


Clique para se inscrever na Residência

Programação

Dia 08/06 – Aula 1

Dia 09/06 – Aula 2

Dia 10/06 – Aula 3

Dia 11/06 – Aula 4

Quem é Bento Cruz

O permacultor Bento Cruz é discípulo de mestre Tupinambá, permacultor indígena, pioneiro em Agrofloresta ao lado do suíço Ernst Gotsch. Ele tem percorrido o Brasil, auxiliando as pessoas que querem deixar as cidades para morar de forma sustentável na roça, produzindo e vendendo alimentos sem agrotóxicos. A Agrofloresta é um dos caminhos mais viáveis, pois começa a produzir alimentos já no segundo mês.



Fonte: CicloVivo



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

“Comida de humanos” pode até matar os pets! Veja os riscos dessa prática

Leia Mais