Notícias

Resíduos de café podem substituir o óleo de palma purificado

Compartilhe:     |  29 de abril de 2019

A startup escocesa Revive Eco, fundada por Scott Kennedy e Fergus Moore, está extraindo e purificando o óleo encontrado nos resíduos de café com a finalidade de substituir o óleo de palma, que tem sua produção em grande escala associada à devastação do habitat dos orangotangos.

O objetivo é criar um produto final que possa ser utilizado na indústria alimentícia, cosmética e farmacêutica, e assim reduzir a aquisição de óleo de palma proveniente de áreas comprometidas pelo desmatamento.

Kennedy e Moore contam que depois de trabalharem tanto tempo em cafés e restaurantes eles notaram que o volume de descarte de resíduos de café é muito grande, e que algo precisava ser feito.

“Só no Reino Unido, bebemos 55 milhões de xícaras de café por dia, levando a mais de meio milhão de toneladas de resíduos de café desperdiçados. Nós estamos nos esforçando para mudar radicalmente a mentalidade em relação a isso e mostrar que os materiais ainda podem ter um valor enorme, mesmo depois de usados para o seu propósito principal”, argumentam.

A previsão é de que o óleo de resíduos de café em substituição ao óleo de palma esteja pronto em Glasgow, na Escócia, a partir de junho. Em entrevista ao Good Morning Scotland, da BBC, os fundadores da Revive Eco declararam que a longo prazo eles querem construir um negócio que possa ser levado para outros países.

Populações de orangotangos caíram pela metade na última década
De acordo com informações da Orangutan Foundation International, as populações de orangotangos caíram pela metade na última década. Este é um dado preocupante considerando que os orangotangos já somaram centenas de milhares de indivíduos.

“A destruição e a degradação da floresta tropical, particularmente a floresta das terras baixas, em Bornéu e Sumatra, é a principal razão pela qual os orangotangos estão ameaçados de extinção”, lamenta a Orangutan Foundation.

Entre as atividades humanas que têm contribuído para isso estão a exploração madeireira, incluindo a extração ilegal, conversão de florestas em plantações de óleo de palma, mineração e derrubada de mata para a construção de estradas, além de incêndios e comércio ilegal de animais.



Fonte: Anda - David Arioch



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Primeiros socorros: o que fazer quando o seu pet precisa de ajuda

Leia Mais