Notícias

Resoluções de ano-novo para um estilo de vida #MaresLimpos

Compartilhe:     |  6 de fevereiro de 2020

No início desta década, pessoas em todo o mundo fizeram resoluções de ano novo com a esperança de se tornarem melhores – fazer mais exercícios, economizar dinheiro, adotar um hobby. Nem sempre as promessas são cumpridas.

Existe uma atitude, porém, que precisa mudar este ano: em relação aos plásticos descartáveis. Para Heidi Savelli, que trabalha para o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) em questões relacionadas ao lixo marinho, 2020 é um ano chave para o planeta.

“Precisamos agir agora para ter alguma chance de proteger nossa biodiversidade. Nossa atitude em relação aos plásticos descartáveis e de uso único é um bom ponto de partida. Todos os anos, estamos produzindo e consumindo cada vez mais plástico, mas não estamos intensificando os esforços para gerenciá-lo.”

Portanto, nunca é tarde demais para fazer uma nova resolução para o meio ambiente. Se você está procurando inspiração para ações que não apenas beneficiem você, mas também ajudarão a mudar a poluição plástica, aqui estão alguns incentivos extras.

1. Fazer mais exercício

Foto: Unsplash

Foto: Unsplash

Redução do risco de doenças cardíacas, perda de peso e melhor saúde mental são frequentemente citadas como as principais razões para iniciar programa de exercícios. Como aproximadamente 70% do oxigênio do mundo vem do oceano, por que não o devolver enquanto se exercita? As dicas são praticar ‘plogging’ (coletar lixo na rua durante a corrida) ou limpezas de praias. Ver a pilha de lixo coletada depois da corrida é uma ótima maneira de ver os resultados ambientais do seu treino e um grande incentivo para continuar se exercitando.

2. Parar de fumar

Foto: Prefeitura de Viana (CC)

Fumar aumenta significativamente os riscos de doenças cardíacas, câncer de pulmão, câncer de estômago, fragiliza os ossos, pode provocar derrames, entre outros problemas.
Mas há outro motivo para parar: você sabia que, ao fumar, está contribuindo para o plástico que chega no oceano? Todos os dias, 18 bilhões de cigarros são comprados em todo o mundo, cada um contendo filtros de plástico e produtos químicos tóxicos. Estes acabam por poluir e danificar o meio ambiente por meio de aterros e ameaçam a vida de todas as espécies marinhas. Consistentemente, há mais de 25 anos, as pontas de cigarro têm sido o item principal coletado durante a Limpeza Costeira Internacional.

3. Melhorar a dieta

vegetais para uma dieta saudável Foto: Jerzy Górecki/ Pixabay

Foto: Jerzy Górecki/ Pixabay

Você pode melhorar a saúde do seu corpo, bem como a saúde do oceano, prestando atenção aos alimentos que compra e consome. É possível reduzir o desperdício de plástico comprando apenas os alimentos necessários, escolhendo alimentos sem embalagens plásticas, levando uma sacola reutilizável e consumindo produtos alimentares produzidos localmente. Ao reduzir a quantidade de poluição plástica que você produz, você também reduz a quantidade de microplásticos que chegam no oceano e acabam nos alimentos que você come.

Além disso, o equipamento de pesca abandonado – também chamado de pesca fantasma – assombra os oceanos do mundo, colocando em risco a vida marinha e os meios de subsistência de mais de 600 espécies. Se você estiver comprando frutos do mar, certifique-se de que ele seja de uma fonte sustentável.

4. Economizar dinheiro

Economizar poupar dinheiro

Foto: Rudy e Peter Skitterians/ Pixabay

Invista em produtos diários sustentáveis e ecológicos, como canecas de café, garrafas de água e envoltórios de alimentos reutilizáveis e considere opções como copos menstruais, escovas de dente de bambu e xampus em barra. Essas opções ajudarão a economizar dinheiro a longo prazo, pois você não precisará comprar produtos descartáveis que acabam no lixo. Ao adotar um estilo de vida lixo-zero, você protegerá o oceano de poluição de plásticos e microplásticos.

5. Viajar de maneira sustentável

Foto: Mantas Hesthaven/Unsplash

Se você deseja viajar mais em 2020, lembre-se dos plásticos de uso único usados na viagem e faça um esforço para ‘não deixar rastro’. Aqui estão algumas maneiras simples de reduzir sua contribuição para a poluição plástica: recusar frascos de cuidados pessoais em miniatura nos quartos de hotel, levar sua própria garrafa de bebida reutilizável e usar filtro solar que não contenha microplásticos, para proteger os recifes de corais.

Faça uma nova resolução de ano novo
Se você deseja tornar 2020 o ano em que você se compromete com a campanha #MaresLimpos, aqui estão mais algumas maneiras:

• Defenda #MaresLimpos espalhando a mensagem para seus amigos, familiares e seguidores on-line sobre a necessidade de deixar o uso de plásticos descartáveis.
• Lembre-se dos plásticos cotidianos, como garrafas de xampu, e faça esforços para evitá-los. Troque por embalagens sem plástico, sempre que possível, e se comprometa a parar de usar produtos que contenham plásticos desnecessários visíveis e ocultos.
• Exija mudança das marcas que usam plástico em excesso.

Sobre a campanha Mares Limpos
O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente lançou a Campanha Mares Limpos em 2017, com o objetivo de gerar um movimento global para combater a poluição por plásticos. Desde então, 60 países se comprometeram a fazer suas partes para reduzir a prevalência de plásticos descartáveis. Clique aqui para aprender mais sobre a campanha e como você pode ajudar (http://www.cleanseas.org/), considere unir-se à parceria global sobre lixo marinho e siga nossa campanha no InstagramFacebook, Twitter e LinkedIn.

Para imprensa, por favor entre em contato:
Roberta Zandonai, Gerente de Comunicação Institucional, PNUMA, [email protected]



Fonte: ONUBr



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Aromaterapia para cães tem vantagens, mas exige conhecimento

Leia Mais