Notícias

Respirar com atenção plena ajudará a combater os malefícios da ansiedade

Compartilhe:     |  10 de fevereiro de 2020

Atualmente é muito difícil encontrar uma pessoa que não relate sentir momentos de muita ansiedade, isso porque estamos muito acelerados, somos engolidos o tempo todo por compromissos dos mais diversos. Já acordamos correndo contra o tempo, mal tomamos o café da manhã e já saímos para as atividades diárias.

Nós nos deparamos com o trânsito intenso, olhamos para os relógios sem parar e muitas vezes chegamos afobados ao nosso destino, mal respirando. Um compromisso ou tarefa que vai se sobrepondo à outra e quando nos damos conta estamos exaustos, mal tivemos tempo de lembrar que estamos vivos, que respiramos. Andamos, nos comportamos e nos alimentamos muitas vezes sem pensar.

Começamos a apresentar falhas de memória, dores no corpo, cansaço frequente, taquicardia, falta de ar, sensação de pânico e nem nos damos conta de que podia ser diferente caso nos lembrássemos de sair do modo automático. Uma loucura, nem percebemos o quanto escravos estamos do sistema, do tempo, dos compromissos.

Um dos maiores desafios é aprender a relaxar e respirar, compreender que não é preciso correr com tudo, que podemos desenvolver uma rotina mais tranquila com um pouco de organização e atenção.

Algumas dicas podem ajudá-lo a diminuir a ansiedade, porém é preciso colocar em prática:

– Desenvolva o hábito de fechar os olhos e respirar por alguns minutos todos os dias, pode ser ao acordar, antes de ligar o carro para ir trabalhar ou até antes de iniciar alguma atividade. Você perceberá como ficará mais focado e tranquilo;

– Entenda que seu corpo é uma máquina que funciona em harmonia com a respiração, então não é interessante ficar no automático, é preciso se àdar conta de como está respirando, pois na correria acabamos desenvolvendo respirações curtas, promovendo o estado de ansiedade;

– É fundamental que escolha praticar uma atividade física para que mantenha uma boa saúde, e mais importante é que também possa praticar a Yôga ou meditação, pois são atividades que irão lhe beneficiar não só em relação à ansiedade em si, mas poderá desenvolver a presença, o que irá refletir em todos os aspectos de sua vida pessoal.

Espero que essas dicas lhe ajudem a entender a importância de respirar, esvaziar um pouco a mente e cuidar para se manter atento em pelo menos algumas atividades de seu dia. Depois que colocar em prática, volte aqui e me conte como foi a sua experiência, tenho certeza de que será maravilhosa.



Fonte: Estadão - LUCIANA KOTAKA



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

PETA quer banir o uso do termo “animal de estimação” por ser depreciativo para os animais

Leia Mais