Evite o Desperdício

Saiba como evitar o desperdício e o gasto excessivo de água na piscina

Compartilhe:     |  14 de março de 2015
Para evitar o gasto excessivo ou o desperdício de água e ainda assim poder usufruir da piscina em casa ou no condomínio existem alguns cuidados que podem ser tomados antes de decretar sua inutilização.

Com essas medidas, a mesma água é utilizada por muito tempo, permitindo que você se refresque sem tantos gastos. Confira algumas delas:

1. Usar coberturas para piscinas

As coberturas – ou capas para piscina são essenciais para evitar a evaporação de água, principalmente no calor. Além das capas simples, que não são práticas nem muito seguras para crianças e animais, existem as coberturas retráteis para piscinas.

2. Desligar fontes e quedas d’água

A água em movimento evapora com mais facilidade, portanto para economizar água é importante desligar as quedas d’águas, especialmente se estiver muito quente.

Reprodução

3. Reutilizar a água através da retro lavagem

Ponto primordial para que a piscina não represente um gasto muito elevado de água, a retrolavagem nada mais é do que a filtragem da água, e que deve ser feita com filtro constantemente limpo, para que seja realmente eficaz. Essa medida garante a utilização da mesma água diversas vezes, economizando drasticamente o consumo.

4. Evitar vazamentos

Vazamentos na piscina em si ou no sistema de bombeamento e retrolavagem podem gerar um grande desperdício de água, já que o volume perdido é pequeno porém constante. É preciso então fazer inspeções constantes para verificar se está tudo em ordem.

E é claro que pulos espalhafatosos, que espirram água para todos os lados, são também uma forma de gastar água desnecessariamente. Além disso, o nível da água pode ser mantido um pouco abaixo do nível da borda, evitando que as ondulações da superfície joguem água para fora com muita facilidade.

5. Desligar fontes e quedas d’água

A água em movimento evapora com mais facilidade, portanto para economizar água é importante desligar as quedas d’águas, especialmente se estiver muito quente.

Em relação ao consumo de energia, é possível também usar bombas e sistemas de aquecimento que funcionam com energia solar, diminuindo ainda mais o impacto gerado pela piscina.

(com informações Catraca Livre/ Dicas de Arquitetura)

Fonte: Bonde


Fonte:



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Aromaterapia para cães tem vantagens, mas exige conhecimento

Leia Mais