Notícias

Saiba porque você nunca deve matar uma aranha em casa

Compartilhe:     |  24 de junho de 2018

Não mate a próxima aranha que você encontrar em casa. Sabemos que essa pode ser uma dica difícil de ser ouvida, mas ela tem fundamentos importantes.

As aranhas são uma parte importante da natureza e ecossistema, além de serem organismos próprios.

Embora gostemos de pensar em nossas casas como um lugar seguramente isolado do mundo exterior, especialmente da ação da natureza, são muitos os insetos que vivem conosco. Enquanto alguns vivem escondidos, outros costumam nos visitar com frequência.

Algumas espécies apreciam grandes ambientes internos, onde podem viver felizes e tranquilas, especialmente as aranhas. Estes aracnídeos, que normalmente vivem escondidos, nem sempre são agressivos ou perigosos. De fato, elas podem até oferecer alguns serviços de proteção, como controle de pragas, por exemplo.

 

O pesquisador Matt Vertone, um professor de entomologia na Universidade Estadual da Carolina do Norte (EUA), descreveu em um artigo para a The Conversation, uma pesquisa feita em 50 casas na Carolina do Norte. Junto a seus colegas, ele inventariou as espécies de artrópodes que viviam sobre os lares, descobrindo que as mais comuns eram a falsa-viúva-triangulosa (Steatoda triangulosa) e a aranha-pernas-longas (Pholcus phalangioides).

Eles verificaram que ambas construíam suas teias em lugares onde poderiam se esconder à espreita de presas. Embora sejam predadoras gerais, aptas a comer qualquer coisa que consigam apanhar, as aranhas regularmente capturam pragas incômodas e até insetos portadores de doenças, como os mosquitos, por exemplo.

De fato, há até uma espécie de aranha saltadora na África que prefere comer mosquitos cheios de sangue. Sendo assim, matar uma aranha não custa apenas a vida do aracnídeo, também é desperdiçada a chance de eliminarmos um inseto problemático de dentro de casa.

 

É natural que as pessoas temam as aranhas, uma vez que a aparência delas é de longe amigável e a maioria das espécies podem ter veneno. A verdade, no entanto, de acordo com o pesquisador, é que na maioria delas esse veneno é muito fraco para causar problemas em seres humanos.

As aranhas não querem te pegar e na verdade preferem evitar humanos; somos muito mais perigosos para elas do que vice-versa”, escreveu ele. “Mordidas de aranhas são extremamente raras. Embora existam algumas espécies clinicamente importantes, como as viúvas negras e outras mais reclusas, até mesmo suas mordidas são incomuns e raramente causam problemas sérios”.

Sendo assim, ele recomenda que na próxima vez em que você ver uma aranha em casa não a esmague. Se a presença dela te incomodar, tente capturá-la e soltá-la do lado de fora. Ambas as partes ficarão bem com esta atitude!

 



Fonte: Jornal Ciência



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Lei que proíbe piercings e tatuagens em animais é sancionada no Distrito Federal

Leia Mais