Notícias

Seca causada por onda de calor ameaça cavalos selvagens no Oeste dos EUA

Compartilhe:     |  31 de julho de 2018

seaGrupos de voluntários estão levando comida e água para ajudar a manter os animais, considerados um “ícone” do oeste americano, vivos durante o verão.

Voluntários e autoridades do governo norte-americano estão se esforçando para proteger os cavalos selvagens que habitam o oeste dos Estados Unidos. Os animais estão enfrentando uma seca severa, resultado de uma onda de calor em todo o Hemisfério Norte, que já causou dezenas de mortes.

Proprietários de terras em estados como Arizona, Utah, Colorado, Nevada e Novo México, estão buscando maneiras de ajudar os animais selvagens, considerados um “ícone” do oeste americano, a sobreviverem. A seca atingiu uma intensidade que não é vista há décadas na região.

“Nunca foi tão ruim assim”, disse a presidente do Grupo de Gerenciamento de Cavalos Selvagens de Salt River, no estado do Arizona, Simone Netherlands, ao The Independent.

Netherlands afirmou que os cavalos selvagens no Arizona já enfrentavam dificuldades no ano passado, quando a grama e a cobertura vegetal do solo, maiores fontes de alimento dos animais, simplesmente deixaram de crescer. Ela disse que o grupo que preside conseguiu um contrato com o Departamento de Agricultura do Estado do Arizona, que garantiu o fornecimento de alimentos para os cavalos. Netherlands também afirmou que a seca está impactando a vida de todas as espécies do deserto.

Regiões dos estados de Utah, Colorado, Arizona e Novo México, estão enfrentando a categoria mais severa de seca classificada pelo governo, porém os efeitos estão sendo sentidos do leste ao oeste do país.

Além do Arizona, outros estados estão empenhando-se em salvar os cavalos selvagens. Voluntários Colorado planejam levar até 5 mil galões de água por dia para os cavalos selvagens do estado, e no centro de Nevada as autoridades estão realizando levantamentos de emergência para ajudar aproximadamente 2 mil cavalos que poderiam morrer nas próximas semanas sem ajuda. Esses esforços foram adiados devido às fortes chuvas, mas as autoridades planejam retomar as ações pois a água não aliviará o problema.

“O solo está tão seco que não absorve a água. Está desaparecendo “, disse Jenny Lesieutre, porta-voz da Secretaria de Gestão Territorial à Associated Press.

Apesar dos esforços, ativistas e voluntários reconhecem que o transporte em alimentos e água não é uma solução viável de longo prazo. Fazer isso é muito caro e cria um sistema no qual os cavalos selvagens dependem exclusivamente dos humanos para sobreviverem.

“Se não tivermos uma chuva muito boa, o que também auxiliaria no crescimento da vegetação durante o  outono, perderemos cavalos”, afirmou Cindy Wright, co-fundadora da Wild Horse Warriors of Sand Lavatório, um grupo de conservação do Colorado.

A onda de calor

Especialistas afirmam que a onda de calor excepcional que afeta o hemisfério norte é algo que se tornará cada vez mais frequente devido ao aquecimento global. Incêndios em diversos países europeus, e temperaturas elevadíssimas estão deixando diversas vítimas. No Japão, 65 pessoas já morreram devido à onda de calor e 22 mil estão hospitalizadas.

Esse fenômeno é diretamente potencializado pelas emissões de poluentes na atmosfera terrestre, que entre outros malefícios, é responsável pelo aumento da temperatura do planeta.

Esforços para reduzir a emissão de gases do efeito estufa e aumentar as áreas florestais são extremamente necessários, justamente para que os efeitos da poluição sejam diminuídos.



Fonte: Anda



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Lei que proíbe piercings e tatuagens em animais é sancionada no Distrito Federal

Leia Mais