Notícias

Sentimento de solidão pode aumentar risco de diabetes tipo 2, diz estudo

Compartilhe:     |  20 de setembro de 2020

Um novo estudo da New King’s College de Londres publicado no Diabetologia indica que o sentimento de solidão e a diabetes tipo 2 podem estar relacionados.

Pesquisadores chegaram a essa conclusão após analisarem dados de 4.112 pessoas com idade acima dos 50 anos que foram coletados entre 2002 e 2017. No começo desse período, nenhum participante tinha diabetes; porém, após 12 anos, 264 passaram apresentar diabetes tipo 2.

Os cientistas compararam esses resultados com os de testes feitos com cada um dos pacientes para verificar o sentimento de solidão deles. Então, perceberam que o aumento de um ponto na média de solidão se associava a um aumento de 41% no risco de aparecimento da doença crônica.

“O estudo mostra uma forte relação entre a solidão e o aparecimento tardio de diabetes tipo 2. O que é particularmente impressionante é que essa relação é robusta, mesmo quando fatores importantes para o desenvolvimento do diabetes são levados em consideração, como tabagismo, consumo de álcool e glicose no sangue, bem como fatores de saúde mental, como depressão”, disse a Dra. Ruth Hackett, do Instituto de Psiquiatria, Psicologia e Neurociência (IoPPN), King’s College de Londres, em um comunicado.

A especialista pensou em fazer a pesquisa quando o Reino Unido instituiu um período de lockdown para conter o alastramento da pandemia da Covid-19. “É provável que muitas pessoas tenham passado por essa emoção difícil durante essa época”, refletiu.

O estudo considera que solidão é “uma emoção negativa que ocorre quando um indivíduo percebe que suas necessidades sociais não estão sendo atendidas”, e destaca: “Não é sinônimo de isolamento social, já que se relaciona com a qualidade percebida [dos relacionamentos] em vez da quantidade de conexões sociais”. Ou seja: o problema não seria conversar com poucas pessoas, mas sim sentir falta de boas relações.

Uma das explicações para a ligação entre a solidão e a diabetes tipo 2 pode ser o impacto constante do sentimento no nosso sistema biológico responsável pelo estresse. “Se o sentimento de solidão se tornar crônico, todos os dias você estimulará o sistema de estresse e, com o tempo, isso levará ao desgaste do seu corpo. E essas mudanças negativas na biologia relacionada ao estresse podem estar ligadas ao desenvolvimento do diabetes tipo 2″, explica a Dra. Hackett.

No entanto, apesar de apontar que a solidão é um fator de risco para a doença crônica, a pesquisa aponta que os mecanismos por trás dessa ligação ainda precisam ser esclarecidos.



Fonte: Revista Galileu



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

“Comida de humanos” pode até matar os pets! Veja os riscos dessa prática

Leia Mais