Notícias

Sobe para 13 número de mortes por hantavírus na Argentina

Compartilhe:     |  20 de janeiro de 2019

Uma mulher de 49 anos morreu por hantavírus durante a madrugada deste sábado (19) na província argentina de Chubut (sul), o que eleva para 13 o número de mortes por esse motivo no país desde que o surto começou no início de dezembro do ano passado, segundo o Ministério da Saúde argentino.

A mulher, que estava na UTI, era oriunda da cidade de Trevelin, situada em Chubut, onde se concentram 11 dos 13 casos mortais por este vírus.

Segundo a informação divulgada pelo órgão, há outros três casos confirmados na província, dos quais dois pacientes estão na UTI e o outro em observação.

Além dos 11 mortos em Chubut, as províncias de Entre Ríos (noroeste) e Salta (norte) registraram um caso de morte cada, embora se trate de diferentes cepas do vírus.

A doença é transmitida pelo contato com a urina, saliva e excrementos de roedores infectados com o vírus. Para a transmissão entre pessoas é preciso haver um contato próximo com os doentes no período inicial do quadro febril, que vai das primeiras 48 a 72 horas.



Fonte: G1 - Agência EFE



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Gatos: dicas de cientistas para cuidar bem do seu pet

Leia Mais