O lixo em questão

Soluções que vão te ajudar a produzir menos lixo

Compartilhe:     |  12 de outubro de 2019

Todos sabemos que minimizar nossa pegada ambiental individual é algo importante. Atitudes como diminuir a produção de lixo, reduzir ou eliminar o consumo de produtos descartáveis são formas de contribuir para a solução de um problema que é global, mas talvez você pense que esses processos não sejam tão simples assim. A verdade é que a transição para um estilo de vida mais sustentável é algo que pede tempo e prática, não é uma mudança que acontece na noite para o dia. Mas é algo possível.

Pensando nisso, aqui vão algumas dicas simples que vão te ajudar a diminuir a quantidade de lixo que você produz em sua rotina.

Comece fazer compostagem

A compostagem é a ótima forma de reduzir o desperdício. Ela consiste em um processo onde materiais biodegradáveis – como restos de comida, por exemplo – apodrecem rapidamente para, então, fazer com que o solo fique mais saudável e cheio de nutrientes. Quando esses materiais chegam aos aterros sanitários, eles apodrecem lentamente e, como resultado, liberam gases de efeito estufa, como o metano.

Desde alimentos, toalhas de papel sujas, algodão, bandejas compostáveis, lenços de papel, ossos, até roupas feitas de materiais naturais (como o algodão), tudo pode fazer parte do processo da compostagem.

A compostagem pode ser feita em casa, em uma composteira, para saber como, clique aqui.

Recicle. Do jeito certo.

Você é uma daquelas pessoas que realmente se preocupa com a preservação do meio ambiente, mas nem sempre consegue se dedicar ao processo correto da reciclagem? Separar os produtos corretamente é algo que exige uma certa dedicação: é preciso saber o que realmente pode ser reciclado, lavar todas as embalagens, secar, separar, etc. Mas é um processo importante. Nossas rotinas são corridas, às vezes pode ser mais fácil descartar o “problema” da forma mais prática e sabemos que a reciclagem não é a forma mais prática. Por isso, precisamos ter a seguinte ideia em mente: nós somos responsáveis pelo lixo que produzimos. Se adquirimos um produto em uma embalagem de uso único e ela pode ser reciclada, o descarte correto desse lixo é nossa responsabilidade.

Infelizmente, as diretrizes de reciclagem não são padronizadas nas instalações de reciclagem. Alguns bairros possuem um serviço de coleta seletiva, outros possuem centros de descarte de materiais recicláveis. Então, dedique alguns minutos do seu dia para entender melhor como funciona o processo de reciclagem na sua cidade cidade.

Em casa, verifique se seus produtos reciclados estão livres de resíduos de alimentos. O alumínio é de longe o material mais eficiente para reciclar, com uma economia de energia de 92% por lata reciclada, uma vez que a geração de novo alumínio consome muita energia. Além disso, o alumínio é facilmente reciclado no mesmo produto, enquanto o vidro e o plástico são frequentemente “reciclados” em outros produtos, como carpetes ou revestimentos de aterros sanitários.

Não se esqueça de que produtos como lâmpadas, baterias, computadores e eletrônicos antigos, tinta para impressora, óleos, etc. devem ser descartados de outra forma. Cada um deles também pode ser reciclado ou, pelo menos, descartado com segurança. Pesquise por locais que poderão te ajudar a descartar esses itens de forma responsável.

A busca por empresas ecologicamente responsáveis é algo que só aumenta, e isso vem causando uma movimentação importante em todos os mercados. Um atitude importante é apoiar empresas que utilizam materiais reciclados e recicláveis em seus produtos, mas cuidado para não cair no Greenwashing!

Leve sua própria sacola

Fazer compras no mercado ou na feira são formas comuns de levar para casa muitas sacolas plásticas: é preciso de uma sacola diferente para cada fruta que você decide comprar e, para levar tudo para casa, você também coloca todos os produtos comprados em mais sacolas. Para evitar que isso aconteça, sempre leve consigo uma sacola reutilizável. As sacolas de pano 100% algodão, por exemplo, são mais resistentes, duram mais e ainda podem ser compostadas. Outra opção são as sacolas de poliéster, que geralmente são feitas de plástico reciclado pós-consumo.

Se você tiver carro, mantenha um estoque de sacolas reutilizáveis em seu porta-malas ou porta-luvas. Deixe algumas na bolsa ou em um lugar de fácil acesso, para nunca se esquecer delas ao sair de casa.

Para fazer comprar a granel, saquinhos de pano e potes de vidro podem ser uma solução para substituir os saquinhos de plástico. Para saber mais, clique aqui.

Lavar e reutilizar pode ser melhor do que reciclar

Lave os frascos de vidro e as sacolas plásticas para prolongar sua vida útil muito além do uso único. Itens que antes eram de uso único – frascos frascos de palmito ou azeitona – podem ser facilmente lavados e reutilizados. Os frascos de vidro reciclados são uma forma de armazenar sobras de alimentos na geladeira ou uma opção para levar seu almoço para o trabalho – o os restos podem até serem deixados no frasco e descartados em casa, em sua composteira.

Há quem acredite que essa prática gasta mais água do que descartar, mas isso é mito! Para saber mais, clique aqui.

Um estilo de vida pensado para produzir menos lixo pode não ser algo extremamente simples, mas é algo que se adquire através do tempo e da prática. As opções são muitas e o resultado só tende a ser positivo.



Fonte: Inova Soluções - Créditos: Imagem Destaque – Anna Hoychuk / Shutterstock



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Dia das crianças: não dê animal de presente!

Leia Mais