Notícias

Sustentabilidade: o que você tem a ver com isso

Compartilhe:     |  2 de julho de 2020

Entenda de uma vez por todas o que esta palavra quer dizer e porque você também precisa se preocupar com ela.

De uns tempos pra cá a palavra sustentabilidade parece estar em todos os lugares. De fato, o termo deixou de ser utilizado só na academia e agora parece ter relação com qualquer área. As marcas querem ser sustentáveis e falam disso em suas propagandas. Aquele amigo ambientalista diz que só consome produtos que sejam sustentáveis. E já teve gente questionando até mesmo o que você come ou veste.

No meio disso, você parece ser o único que não entendeu o que é sustentabilidade e nem o que você tem a ver com tudo isso? Pois saiba que, apesar da popularização da palavra, tem muita gente que ainda não faz ideia se ela é de comer ou de passar no cabelo. E a verdade é que ela pode ter tudo a ver, inclusive, com essas duas coisas, já que as áreas alimentícia e de cosméticos também precisam ser sustentáveis.

S-U-S-T-E-N-T-A-B-I-L-I-D-A-D-E. Do latim “sustentare”, a palavra está realmente associada àquela outra bastante parecida com ela: sustentar. Agora você deve estar lembrando das vezes em que disse “fulano se sustenta”. Falamos isso quando identificamos que uma pessoa passa a ter condições de conseguir todos os recursos que precisa para sobreviver, geralmente na idade adulta, e consegue um emprego que supra suas necessidades básicas — e também as de quem depende dela. Outro exemplo que podemos pensar é o de um prédio, que precisa ter uma boa sustentação para nunca desabar. Quanto mais forte for essa base, mais tempo de existência essa construção terá (esperamos que para sempre).

Essa palavra enorme quer dizer justamente isso. Qualquer coisa tem sustentabilidade se funciona de uma forma que permite que ela mesma continue existindo. No caso do meio ambiente, quer dizer que o que fazemos para satisfazer as nossas necessidades de agora não pode comprometer a sobrevivência das próximas gerações. É sobre isso que está falando quem afirma que precisamos utilizar os recursos naturais de forma sustentável. Resumindo: precisamos ser responsáveis para não esgotá-los porque nosso filhos, netos e os que vierem depois deles também vão precisar desses recursos.

Um empreendimento sustentável precisa levar em conta a capacidade de carga do ambiente em que está inserido, isto é, se o local suporta aquela atividade econômica. Por exemplo, para instalar uma fábrica de bebidas, é necessário que haja água em abundância para evitar impacto no abastecimento da população local. No turismo, é importante limitar a entrada de visitantes a santuários ecológicos para não esgotar os recursos necessários aos animais, plantas e pessoas que já vivem ali. E, se uma atividade econômica extrai produtos esgotáveis (como petróleo e minérios), é fundamental haver investimento adicional em tecnologias que possam substituir essas fontes quando elas acabarem.

Apesar de muita gente achar que sustentabilidade é uma palavra moderna, ela já existe há algumas décadas. E seu nascimento tem mesmo tudo a ver com as causas ambientais, ao lado de quem ela costuma andar junto. A sustentabilidade começou a ser discutida oficialmente na primeira conferência da Organização das Nações Unidas sobre o meio ambiente, que aconteceu em 1972, na Suécia.

Foi lá na Conferência de Estocolmo que a discussão ambiental tal como é hoje tomou forma, quando as autoridades perceberam que o jeito como a natureza é explorada em um lugar não afeta só aquela localidade e nem somente naquele momento. É por isso que quando falamos em sustentabilidade estamos falando de mim, de você, de todos nós. O que fazemos agora afeta o nosso futuro. E é esse o motivo pelo qual a gente deveria se sustentar não só na vida financeira, mas também quando se trata do planeta em que vivemos.



Fonte: Ambiente Brasil - Terra



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Uma casa ambientada para você e seu pet

Leia Mais