Notícias

Tetra Pak® lança em São Paulo relatório de sustentabilidade 2012 / 2013

Compartilhe:     |  8 de agosto de 2014

Durante o evento, a empresa também promoveu um debate sobre sustentabilidade com representantes da cadeia produtiva

A Tetra Pak®, líder mundial em soluções de processamento e envase de alimentos, lançou hoje o Relatório de Sustentabilidade 2012/2013. Durante o evento, realizado no Espaço Gardens, em São Paulo, a empresa promoveu um debate sobre o tema com representantes da cadeia produtiva do setor. Entre eles Paulo Pianez, Diretor de Sustentabilidade do Grupo Carrefour; Fábio Feldmann, ambientalista e consultor; José Artêmio Totti, Diretor Florestal da Klabin; e Valdecir Viana, representante da Reciclamp.

Elaborada de acordo com a metodologia Global Reporting Initiative (GRI) versão G4, a edição 2012/2013 do Relatório de Sustentabilidade da Tetra Pak® traz o seu conteúdo focado nos temas mais relevantes para a empresa e os públicos com os quais se relaciona. Todos identificados a partir de estudo de materialidade, realizado ao longo de 2014.

Os resultados apresentados no relatório apontam para um grande avanço da companhia no que diz respeito à sustentabilidade nos últimos anos. Em 2013, um Comitê de Sustentabilidade foi incorporado à gestão do tema na companhia. O grupo tem como responsabilidade a avaliação das questões mais estratégicas e relevantes para a empresa, contribuindo para apontar suas direções no âmbito da sustentabilidade.

Considerando a dimensão ambiental – que possui um grande peso na estratégia da companhia –, a Tetra Pak® foi a primeira empresa no ramo de embalagens a obter a certificação ISO 14000 para seu sistema de gestão ambiental, ainda em 1997. Esse sistema é adotado nas fábricas de Monte Mor e Ponta Grossa e visa estimular a melhoria contínua dos processos produtivos, com diminuição dos impactos no meio ambiente.

Segundo Fernando von Zuben, Diretor de Meio Ambiente da Tetra Pak® do Brasil, a companhia trabalha de forma estratégica o conceito de valor compartilhado, gerando crescimento com responsabilidade em harmonia com o desenvolvimento sustentável para todos os elos da cadeia em que atua.

“A Tetra Pak® desenvolve continuamente inovações em processamento de envase e embalagens cada vez mais sustentáveis e eficientes. Com isso, não só agrega valor para os negócios, mas também para a sustentabilidade da empresa e toda a sua cadeia produtiva, reduzindo impactos ambientais e protegendo o futuro do planeta, de acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos sancionada em agosto de 2010”, completa o executivo.

Representando 75% do peso total das embalagens, o papel é a principal matéria prima empregada na produção das embalagens da Tetra Pak®. Desde 2008, as embalagens produzidas no Brasil são certificadas pelo Forest Stewardship Council® (FSC®), que assegura que o papel seja proveniente de florestas manejadas com responsabilidade. Em 2012 e 2013, a companhia atingiu a marca de 16,6 bilhões de embalagens distribuídas com o selo FSC®, demonstrando a importância que este vem ganhando no mercado.

Compromisso Pós-Consumo

Além disso, a empresa investe na conscientização do consumidor e apoia a reciclagem de suas embalagens pós-consumo, por meio da promoção da educação ambiental, do estímulo à coleta seletiva e do desenvolvimento de novas tecnologias de reciclagem.

O suporte dado pela Tetra Pak® para a indústria recicladora de diversas regiões do país promove um novo modelo de negócio. Os resultados positivos que a empresa vem atingindo refletem os investimentos em parcerias e iniciativas com seus públicos: clientes, fornecedores, autoridades públicas, organizações ambientais, cooperativas de reciclagem, recicladores, grupos de indústrias e associações comunitárias.

Um exemplo dessas parcerias é a implantação de recicladores integrados para a separação da polpa de celulose da embalagem pós-consumo e posterior venda para fábricas de papel, agregada à fabricação de placas e telhas com o polietileno e o alumínio restantes. Até 2013, 35 recicladores estavam instalados no Brasil.

A taxa de reciclagem das embalagens longa-vida, no Brasil, atingiu o patamar de 30% da produção no ano passado, um crescimento de 9% em relação a 2012, chegando a 71 mil toneladas de embalagens da Tetra Pak®.

Diferença entre embalagens

•• Embalagens Assépticas: mantêm os alimentos seguros, frescos e com seu sabor original por pelo menos seis meses sem refrigeração ou conservantes, permitindo a preservação de cor, textura, sabor e valor nutricional. Estão disponíveis em diversos formatos: Tetra Brik®, Tetra Classic®, Tetra Gemina®, Tetra Prisma®, Tetra Wedge®, Tetra Recart® e Tetra Evero®;

•• Embalagens Refrigeradas: para produtos como leite pasteurizado, leite de soja e sucos. Disponíveis nas linhas Tetra Rex®, Tetra Brik® e Tetra Top®;

•• Embalagens para Alimentos Sólidos: desenvolvida com a tecnologia Tetra Recart®, para envasar alimentos sólidos em pedaços. Com essa tecnologia, alimentos como vegetais, feijão, grãos, sopas e molhos podem permanecer no ponto de venda por até 24 meses, por serem esterilizados dentro da embalagem longa vida. Com formato compacto, assegura melhor desempenho logístico.



Fonte: Consumidor Consciente - Assessoria de Imprensa



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Cadela cega explorada para reprodução é salva e se torna amiga de menino com deficiência

Leia Mais