Notícias

Totalmente reciclável, a lixeira Big Belly envia SMS e faz a pré-prensagem do lixo urbano automaticamente

Compartilhe:     |  7 de junho de 2014

Só falta falar

Ela envia um SMS para a empresa responsável pela limpeza urbana avisando que tem lixo demais. Ela, quem? Uma profissional que fiscaliza a limpeza urbana? Sim e não. Sim, porque, de certa forma ela acaba atuando como uma espécie de fiscal, e não, porque não estamos falando de uma pessoa, mas de uma lixeira. Isso mesmo que você acabou de ler: uma lixeira inteligente.

Este cesto de lixo para lá de moderno é fabricado por uma empresa norte-americana. As lixeiras Big Belly, como são chamadas, fazem a pré-prensagem do lixo utilizando energia solar e enviam um SMS para a operadora de limpeza urbana responsável, informando quando está 80% cheia ou com sua capacidade esgotada. Isso faz com que a coleta do lixo nesses locais diminua em relação às lixeiras convencionais. A necessidade de coleta e esvaziamento da Big Belly é quase quatro vezes menor.

Com apenas 8 horas de exposição ao sol, o sistema funciona por um mês inteiro. É claro que toda essa tecnologia tem um custo, e ele não é dos mais baixos: a unidade custa R$ 8 mil. Mas, segundo os fabricantes, em longo prazo, esse valor se dilui em benefícios. A começar pela alta capacidade de armazenamento da lixeira: em torno de 12 vezes mais que a convencional. Isso, consequentemente, diminui a circulação de caminhões de recolhimento, gerando economia de combustível fóssil, altamente poluente, além de otimização de mão de obra, barateando o custo total de operação. Sem falar na questão prática de não deixar o lixo exposto à ação de animais ou vazando na rua.

Lixo já sai pré-prensado
Lixo já sai pré-prensado

A Big Belly já está presente em 30 países, e, no Brasil, foram instaladas cinco unidades para um projeto-piloto no bairro dos Jardins, em São Paulo, fruto de uma parceria entre a Associação dos Lojistas da região, a empresa responsável pela limpeza pública e a fabricante norte-americana. Conforme a aceitação da população, novas unidades podem ser instaladas na capital paulista. Por se tratar de um equipamento caro, a novidade foi implantada em uma área nobre da cidade, escolhida principalmente pela presença maciça de câmeras de vigilância e serviços de seguranças particulares.

E se você achou essa lixeira super avançada, conheça outra, que tem até tela de LCD. É só clicar aqui.



Fonte: Bayer Brasil



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Dia das crianças: não dê animal de presente!

Leia Mais