Notícias

Trabalhos da “II Mostra Paraíba: aqui tem SUS” são destaque de congresso nacional de Saúde

Compartilhe:     |  30 de setembro de 2019

Durante os dias 28, 29 e 30 de setembro a Secretaria de Estado da Saúde (SES) participa do 8° Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde, promovido pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva – Abrasco. O evento é um espaço para discussão e troca de conhecimentos a respeito da saúde e atendimento integral da população. Trabalhos desenvolvidos pela SES foram apresentados, nesse domingo (29), em Grupos Temáticos e debatidos em rodas de conversa, com congressistas de várias partes do País e do mundo. As atividades são sediadas na Universidade Federal da Paraíba, até esta segunda-feira (30).

A integralidade, um dos preceitos básicos do Sistema Único de Saúde (SUS), esteve presente nas rodas de conversa e nas bases de sustentação das apresentações dos Grupos de Trabalho do terceiro dia de congresso. Residentes e gestores das Gerências Regionais da Paraíba demonstraram casos exitosos de atendimentos de saúde à população do interior do Estado. A Gerente da 9ª Região de Saúde, Amélia Fonseca, falou sobre “Análise epidemiológica de um município fronteiriço no Sertão paraibano”, em especial sobre o tratamento e bloqueio do vírus Influenza, no município de Cachoeira do Índios, que faz parte da 9ª Região.

O caso apresentado pela gestora abordou o atingimento das metas de vacinação após três anos de aumento de casos de doenças respiratórias e de casos de internação por conta do vírus, que circula na cidade em virtude da rotatividade de pessoas dos estados das divisas. “O Estado, através da gerência regional de saúde começou a fazer um investimento neste território, da nossa região, para atingir a meta de vacinação e, em 2019, houve um aumento dos postos volantes no território e conseguimos atingir a meta, conseguimos avançar”, explica Amélia. Ela ressalta ainda que “O Estado está recepcionando todos os outros Estados da Confederação é de suma importância, até para poder mostrar as nossas vivências e que mesmo em lugares distantes, como uma em uma cidade no alto Sertão da Paraíba estamos produzindo”.

A saúde mental também teve espaço para abordagem nos GTs. A responsável pela área técnica da atenção básica e psicossocial da 9ª Gerência de Saúde, Michaella Melo, apresentou um trabalho com o tema “Suicídio: uma análise do perfil epidemiológico nas tentativas e êxitos no estado da Paraíba”. De acordo com ela a troca de conhecimentos a respeito da saúde coletiva com palestrantes de diversas partes do País foi enriquecedora. “Foi extremamente importante participar pois ao mesmo tempo que aprendemos com profissionais de diversas partes do Brasil, nós também pudemos trazer dados referentes à Paraíba”, ressalta a congressista. Durante a apresentação ela discorreu sobre a importância do apoio psicossocial contínuo e a prevenção ao suicídio não apenas neste mês, que é símbolo de luta (Setembro Amarelo).

Outros Grupos de Trabalho com atividades realizadas pela Secretaria de Estado da Saúde foram apresentados na tarde desse domingo como: “Estratégia de aproximação dos programas de residência em saúde da SESPB: um encontro integrador”; “Nutrição e as práticas integrativas e complementares entre saberes e práticas: um relato de experiência”; “Política de saúde mental: entre avanços e retrocessos”; “Percepção critico reflexiva sobre as conferências municipais de saúde da nona região de saúde da paraíba: um relato de experiência”; “A participação social no sistema único de saúde: fortalecimento e articulação regional por metodologia ativa de mediação”; “Programas de residências médicas, uni e multiprofissionais na paraíba”. Outros trabalhos da SES serão apresentados na tarde desta segunda-feira (30), dia em que se encerram as atividades do Congresso.

O 8° Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde conta com espaços para construção coletiva de saberes e informações para o público participante como a tenda Paulo Freire, onde são realizadas atividades lúdicas de educação popular.  E, o estande da SES, onde estão disponíveis informativos produzidos pela Secretaria de Saúde, que vão desde a educação no trânsito até a materiais sobre a saúde da mulher. A distribuição do material é gratuita para todo o público do evento. O domingo se encerrou com o debate emergente “A perspectiva do Bem-Viver e a Defesa do SUS: Obstáculos na atual Conjuntura e Perspectivas de enfrentamento”, que trouxe a base para as rodas de conversa da segunda-feira (30), último dia do Congresso.

 



Fonte: Secom-PB



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Considere aspectos individuais antes de sacramentar vínculo com animal de estimação

Leia Mais