Notícias

Uma campanha para prevenir doenças renais em cães e gatos

Compartilhe:     |  11 de março de 2020

Clínicas veterinárias têm aderido à ideia da prevenção e propagado a importância do diagnóstico precoce e tratamento na fase inicial das doenças relacionadas ao rim

A campanha Março Amarelo tem como objetivo a prevenção da doença renal em humanos e é realizada, no mundo todo, desde 2006, mas a ideia foi estendida para animais domésticos como acontece também, anualmente, com o Outubro Rosa e Novembro Azul que buscam prevenir o câncer em cães e gatos.

Caroline Bettini, veterinária da clínica SPet, em entrevista ao Canal do Pet, afirma que as principais doenças renais que atingem os cães e gatos são a doença renal crônica (DRC), insuficiência renal aguda, glomerulonefrite, pielonefrite e cálculos renais. Os felinos podem ainda apresentar doença policística renal e hidronefrose.

Segundo ela, “os principais sintomas das doenças são perda de apetite, emagrecimento progressivo com evidente perda de massa muscular, náusea e vômito, pelos opacos, hálito forte (urêmico), feridas na cavidade oral, anemia e prostração intensa. Em alguns casos é observado também aumento da ingestão de água e na quantidade de urina, que apresenta-se quase transparente”.

Existem muitos tratamentos para as doenças dos rins, mas a ingestão de água é fundamental. Foto George James/Pixabay

Ela diz que apesar da espécie felina ser a mais afetada com as doenças, algumas raças de cães também possuem predisposição para problemas nos rins. “A melhor forma de prevenção é o incentivo para que os animais bebam bastante água, em especial os gatos que não possuem esse costume. Atualmente, além da ração seca de qualidade, é indicado ofertar alimentos úmidos aos animais desde filhote para repor as necessidades hídricas”, explica a veterinária.

“No caso da Doença renal crônica, a mais comum em gatos e cachorros, infelizmente, já houve perda de 75% da função dos rins, o que torna o quadro irreversível. O tratamento consiste em garantir qualidade de vida através de fluidoterapia (soro) para fazer com que estes rins filtrem o sangue e eliminem através da urina as toxinas circulantes no organismo. Algumas medicações são associadas de acordo com os sintomas, por exemplo protetores gástricos,  quelantes de fósforo e complexos vitamínicos”, conclui.



Fonte: Anda



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Dicas para prevenir os resfriados em cães

Leia Mais