Crônicas e Poesias

Uma planta

Compartilhe:     |  12 de outubro de 2019

*Maria Zilda Silva de Sá

 

Sou chamada de raiz
Transporto alimentação
Sem a minha parceria
Não existe arborização.

De caule sou chamado
Me orgulho ao dizer
Que sustento meus irmãos
Com todo meu prazer.

Sou a folha com muita função
Faço a planta respirar
Faço cura, faço sombra
É um crime me queimar.

Sou uma flor perfumada
Digo com toda razão
Na planta eu represento
Órgão de reprodução.

Sou um fruto saboroso
Sou muito mais de milhão
Me use com muito respeito
Na sua alimentação.

Agora estando completa
Um pedido vou deixar
Não me corte, nem me queime
Ajude a me preservar.



Fonte: Mensagens com amor



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Considere aspectos individuais antes de sacramentar vínculo com animal de estimação

Leia Mais