Notícias

Universitário nigeriano contou com doações e muita criatividade para construir seu fuscão verde

Compartilhe:     |  28 de abril de 2015

Se esse fusca falasse, no mínimo diria que os nigerianos são muito inovadores. Segun Oyeyiola, estudante do Departamento de Eletrônica e Elétrica da Universidade de Obafemi Awolowo, no sudoeste da Nigéria, transformou o carro mais popular do mundo em um veículo sustentável.

Para construir seu “Ecofusca”, Segun instalou um painel solar no teto do carro e uma turbina eólica embaixo do capô. Os dois sistemas dão ao veículo autonomia energética em qualquer hora do dia: sob o sol, as placas fotovoltaicas recarregam a bateria instalada na traseira do carro; à noite, é o ar que atravessa a grade do capô enquanto o carro anda que tem essa função. O carro também foi equipado com um aplicativo que informa ao condutor o nível da bateria e as condições meteorológicas.

A essa altura, você deve estar achando que se trata de um projeto milionário, como os criados por Elon Musk – aquele cara que desenvolve carros elétricos impressionantes. Errado. A fusqueta do Segun foi construída com peças usadas, doadas por seus amigos e familiares, e ele gastou apenas seis mil dólares com as adaptações.


Um jovem e muitas ideias para melhorar o mundo

Em entrevista ao site Co.Exist, Segun explicou que sua principal preocupação é a preservação do meio ambiente: “Eu queria reduzir emissões de dióxido de carbono na atmosfera, que levam à mudança climática e ao aquecimento global. Este foi o meu projeto pessoal, porque é um problema que estou planejando resolver”, afirmou o estudante.

Apesar de inovador, o Volkswagen Fusca de Segun ainda precisa de aperfeiçoamento. A bateria leva de cinco a quatro horas para ser recarregada e os materiais utilizados no projeto não são ideais. Mas isso não deve parar esse bravo nigeriano, que pretende fazer do fusca sustentável o carro do futuro em seu país. Estamos com você, Segun!



Fonte: Bayer Jovens



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Lei que proíbe piercings e tatuagens em animais é sancionada no Distrito Federal

Leia Mais