Notícias

Usando micróbios, empresa cria talheres e canudos compostáveis

Compartilhe:     |  27 de março de 2021

O material é produzido replicando o que já acontece naturalmente no oceano.

Uma série de empresas passou a desenvolver opções de talheres e canudos ecológicos. Para se diferenciar no mercado, a marca estadunidense Restore Foodware conseguiu criar utensílios que não só são compostáveis como também neutros em carbono.

Os produtos são feitos com a tecnologia AirCarbon, desenvolvida ao longo de 10 anos pela empresa de biotecnologia Newlight Technologie.

A companhia explica que “diariamente, microorganismos naturais no oceano consomem ar e gases de efeito estufa dissolvidos na água salgada para produzir um material de armazenamento de energia dentro de suas células chamado PHB”. Com muita pesquisa, a Newlight conseguiu replicar esse processo em terra – combinando microrganismos naturais do oceano com energia renovável, ar, água salgada e emissões de gases de efeito estufa capturadas que, de outra forma, seriam liberadas na atmosfera”. Assim eles conseguiram produzir o PHB, material que a companhia chama de AirCarbon.

O biomaterial é fundível, podendo ser transformado em pellets e moldado em várias formas e texturas. Com ele, é possível substituir plásticos, fibras, couro e, futuramente, pode ser usado até em aplicações biomédicas e de higiene pessoal.

Após o desenvolvimento, a empresa buscou a consultoria independente Carbon Trust para calcular e certificar a pegada de carbono do início ao fim. O resultado é que para cada quilo de AirCarbon produzido, 88 quilos de CO2e são sequestrados.

Benefícios

A composição não contém plásticos sintéticos, PLA ou colas sintéticas, é compostável em casa, degradável no solo e degradável no mar.

Além de ecologicamente correto, o produto resultante é de muita qualidade, pois suporta condições de calor e frio e ainda é seguro para ser colocado no lava-louças. Ou seja, mesmo compostáveis, os talheres são resistentes, laváveis ​​e reutilizáveis. Apenas ao final da vida útil devem ser conduzidos para se degradarem naturalmente.

Não à toa, a inovação AirCarbon, que é produzido no sul da Califórnia, foi reconhecida por meio de vários prêmios nos Estados Unidos. “Nossa missão é ajudar a acabar com o fluxo de plásticos no oceano para esta geração, substituindo-os por materiais que funcionem para as pessoas e para o planeta”, afirmou o CEO da Newlight Technologies.

Aplicações

Livre de plásticos, o produto é uma alternativa aos plásticos descartáveis que, por vezes, é necessário, mas altamente prejudicial ao planeta. Nos Estados Unidos, a agência reguladora FDA aprovou o produto para contato com alimentos. Já neste mês, uma cadeia de fast-food local, chamada Shake Shack, está testando os talheres e canudos em suas lojas.

A indústria alimentícia de “refeições rápidas” gera muito lixo com talheres, copos, canudos e embalagens em geral. Com a pandemia, o aumento do uso de delivery para alimentos – combinado com o bloqueio temporário de serviços de reciclagem – contribuiu, e muito, para piorar este triste cenário. Por isso, soluções ecológicas e eficientes precisam ser disponibilizadas imediatamente. O canal de Inovação do CicloVivo prova que bons exemplos e esforços científicos não faltam.



Fonte: CicloVivo - Por Marcia Sousa



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Primeiros socorros: o que fazer quando o seu pet precisa de ajuda

Leia Mais