Notícias

Vacina contra meningite B chega ao Brasil a partir da segunda quinzena de maio

Compartilhe:     |  7 de maio de 2015

A primeira vacina para prevenir meningite bacteriana do sorogrupo B que chega ao Brasil será comercializada a partir da segunda quinzena do mês. Apesar de o calendário nacional de imunização contar com ao menos quatro vacinas que protegem contra meningite, a Bexsero, da farmacêutica GSK, ainda não será distribuída na rede pública. Recomendada principalmente para crianças de até 5 anos, a dose vai custar, em média, R$ 340 em clínicas particulares.

— Essa vacina vem preencher uma lacuna importante, porque 20% dos casos de meningite meningocócica são causados pelo sorogrupo B no Brasil. Mas não tínhamos nenhuma perspectiva de proteção. Agora, circulam pelo país vacinas para todos os sorotipos — explica Jacy Andrade, professora de infectologia da Universidade Federal da Bahia e membro do Comitê de Imunizações da Sociedade Brasileira de Infectologia.

A meningite é a inflamação da membrana que protege o sistema nervoso central, e a principal forma de contágio é por meio da respiração. Ou seja, quando gotas de saliva de um indivíduo infectado são transmitidas para uma pessoa saudável e entram em contato com a mucosa da boca ou do nariz. Tosse, espirro e até perdigotos da própria fala são meios de transmissão.

Os sintomas iniciais, muitas vezes, são confundidos com o da dengue. Entre eles, febre alta, dores de cabeça e no corpo, além de vômito. Em casos mais graves, podem aparecer lesões na pele e manchas vermelhas. A doença, no entanto, possui uma rápida evolução e pode levar à morte em menos de 24 horas. Apenas um exame laboratorial pode diagnosticar com qual tipo de meningite o paciente foi infectado.

Os tipos

A meningite é causada por fungos, vírus e bactérias. A meningocócica, mais comum das bacterianas, pode ser letal. No Brasil, a taxa de mortalidade é de um a cada cinco infectados.

Sequelas

Dentre as pessoas que sobrevivem, 10% a 20% ficam com sequelas como surdez, alterações de percepção e déficit intelectual.

A vacina

Crianças de 2 a 5 meses devem tomar três doses num intervalo menor que dois meses. A partir dos 6 meses de idade, recomendam-se duas doses no mesmo intervalo. A vacina se chama Bexsero e pode ser tomada por pessoas de até 50 anos.

Rede particular

Vacinas contra os sorogrupos A,C,W e Y já existem na rede particular. No entanto, a imunização contra o tipo B não havia sido aprovada pela Anvisa. A nova tecnologia se chama vacinologia reversa e usa as proteínas que ficam embaixo da cápsula que envolve as bactérias, explica o pediatra infectologista e vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunização, Renato Kfouri.



Fonte: Extra - Júlia Amin



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Uma casa ambientada para você e seu pet

Leia Mais