Notícias

Vacinação contra gripe começa por crianças, gestantes e puérperas no dia 23

Compartilhe:     |  7 de março de 2020

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) vai antecipar a campanha de vacinação contra a gripe (influenza) como estratégia para diminuir a quantidade de pessoas com gripe nesse inverno, conforme orientação do Ministério da Saúde. A 22ª edição, que começaria na segunda quinzena de abril, acontecerá a partir do próximo dia 23 de março. Na primeira fase, que vai até o dia 15 de abril, serão vacinadas crianças (de seis meses até menores de seis anos), gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto), historicamente mais vulneráveis à doença, que pode levar até a morte.

“Estamos aguardando chegada das vacinas para encaminhar aos municípios da Paraíba. Entretanto, já reforçamos que a influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. A imunização é muito importante para a prevenção e reduz significativamente a possibilidade de contrair o vírus, além de contribuir para redução do quadro de doenças respiratórias mais graves, como pneumonia e infecções do trato respiratório”, explicou a assessora técnica do Núcleo de Imunização da SES, Milena Vitorino de Souza Vasconcelos.

A segunda fase da campanha de vacinação contra a gripe começa no dia 16 de abril e contempla os idosos (60 anos ou mais). Na sequência, no dia 9 de maio, a campanha será aberta para os trabalhadores de saúde, professores das escolas públicas e privadas, população indígena, grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional e adultos de 55 a 59 anos de idade. A vacinação será encerrada no dia 23 de maio. A meta é vacinar, pelo menos, 90% de cada um dos grupos prioritários.

Dados – Este ano, até a 10ª semana epidemiológica (incompleta), dos 223 municípios da Paraíba, nove (4%) notificaram casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) hospitalizados. Do total de hospitalizados, 23 casos foram sinalizados com SRAG no ano de 2020, o que representa uma redução de 30% quando comparado ao mesmo período do ano anterior, que registrou 33 casos.
Em 2019, foram notificados nove óbitos por SRAG, sendo cinco deles em João Pessoa. Já em 2020, até o momento, foram notificadas cinco mortes, três delas na capital e duas no sertão do estado.

Coronavírus – O Ministério da Saúde explicou que, embora a vacina não apresente eficácia contra o coronavírus, é uma forma de auxiliar os profissionais de saúde a descartarem as influenzas na triagem e acelerarem o diagnóstico.



Fonte: Secom-PB



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Por que os cães bebem muita água?

Leia Mais