Notícias

Veganismo e sustentabilidade são tendências de estilo de vida em 2019

Compartilhe:     |  4 de janeiro de 2019

Já foi noticiada por vários veículos a crescente tendência do veganismo para 2019. A The Economist, em sua revista anual, anunciou que este ano será o “ano do veganismo“. Inúmeras empresas estão se preparando para alcançar a crescente demanda por alimentos à base de vegetais e produtos livres de crueldade. A Veganuary bateu recorde de inscrições para esse ano, pessoas do mundo inteiro estão se mostrando dispostas a adotar o veganismo como estilo de vida.

Com relatórios crescentes sobre a aceleração da mudança climática, os efeitos devastadores da indústria pesqueira e como nossas escolhas de estilo de vida impactam o meio ambiente, a indústria alimentícia promete mais sustentabilidade.

A boa notícia é que será mais fácil do que nunca ser ambientalmente consciente em sua dieta, à medida que substitutos de carne e peixe se tornarem melhores e mais amplamente disponíveis e mais opções veganas e vegetarianas surgem no menu de restaurantes populares e fast-food.

O ambientalismo não significa apenas o que você compra, mas também a qual custo seu produto chegou até você. Enquanto os grandes supermercados se comprometeram a ser praticamente livres de plástico até 2025, as lojas independentes em nível nacional provaram que isso pode ser alcançado muito antes. De xícaras de café reutilizáveis a bolsas de algodão, pessoas estão tomando consciência da quantidade de lixo que produzem, e estão procurando diminuí-la.

Neste novo ano, veremos a tendência plastic-free mudando a maneira como compramos e usamos produtos de beleza também, já que os consumidores buscam sustentabilidade em relação à reputação, com marcas ecológicas como a Lush liderando o caminho (sua base e corretivo sem embalagem já são um sucesso). Prepare-se para ver marcas mais independentes virem à tona e as marcas existentes reavaliarem suas embalagens.

A sustentabilidade também atingirá o mundo da moda, já que as preocupações com o uso de peles finalmente levam os estilistas a buscar opções mais éticas e as lojas de rua são forçadas a responder às alegações de que não estão fazendo o suficiente para reduzir o desperdício e enfrentar as consequências da indústria da moda. 2019 promete iniciativas de reciclagem, aumento de marcas ecologicamente corretas e linhas de produtos como a H&M Conscious e a Monki Cares.



Fonte: ANDA - Yasmin Ribeiro



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Colecionadores de fãs, os siameses são inteligentes, comunicativos e brincalhões. Conheça curiosidades da raça

Leia Mais