Notícias

Veja os principais cuidados com a pele para se proteger do sol forte

Compartilhe:     |  11 de janeiro de 2015

O sábado, dia 10 de janeiro, começou com muito calor na maior parte do país. Um dia lindo para passear e se divertir ao ar livre, mas sem esquecer dos cuidados para evitar a exposição excessiva ao sol.

Sol forte, nenhuma nuvem no céu. O jeito é se proteger embaixo do jeito que dá. “É muito protetor, óculos escuros, chapéu e muita água de coco”, diz a empresária Raquel Dabbour.

A mãe de Lara preferiu fazer as fotos na sombra e em um horário mais fresco. “A partir das 9h e, no máximo, até as 11h. A gente até marcou o ensaio para as 9h, 8h30 na verdade, com medo do sol quente”, conta Lilia Reis Garcia, analista de planejamento.

Marcos faz o certo, exercício cedinho, antes das 10h da manhã. “Gosto mais da parte da manhã mesmo e eu procuro andar mais na sombra”, afirma Marcos Ferreira, técnico em eletrônica.

“A exposição solar é importante. O sol faz bem para as pessoas. O que a gente não pode é ter queimadura solar. Sendo assim, se a pessoa tiver uma boa proteção, ela deve sim fazer atuividade fisica, se expor ao sol só que sempre bem protegido, evitando exposição prolongada”, orienta o dermatologista Elimar Gomes.

É que o sol entre as 10h da manhã e 16h é mais perigoso porque há uma maior quantidade de raios ultravioleta B, conhecidos como UVB. Ao meio-dia, com o sol a pino a radiação é extremamente alta e nociva e perigosa.

Quem pensa que na água na piscina ou na praia está mais protegido se engana. Nesses casos, a pessoa recebe o sol em dose dupla: o que vem do céu e o que está refletido na água.

Mas claro que dá para aproveitar, só tem que tomar mais cuidado. O protetor solar tem que ser companheiro inseparável o dia todo, fator de proteção pelo menos 30. Se ficar na piscina perto do meio-dia, o protetor tem que ser fator 50 e resistente à água e tem que passar 15 minutos antes de ir para o sol, assim como Juliana faz com os filhos.

“De duas em duas horas eu passo. Mergulhou, ficou um pouquinho, duas horas estou passando novamente”, conta a cabeleireira Juliana Nascimento.



Fonte: Jornal Hoje



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Considere aspectos individuais antes de sacramentar vínculo com animal de estimação

Leia Mais