Notícias

Verão aumenta a infestação por pragas urbanas transmissores de doenças

Compartilhe:     |  23 de fevereiro de 2021

Mosquitos podem trazer doenças e animais peçonhentos causam acidentes graves. Adotar medidas de prevenção é fundamental nesta época do ano

O verão é marcado pelas altas temperaturas e chuvas. Além das mudanças climáticas, esse período causa aumento do mato e também das chamadas “pragas urbanas” caracterizadas por mosquitos, pernilongos, insetos peçonhentos e roedores.

No calor, é comum perceber o aumento de pernilongos. Além de incomodarem com o zumbido, coceira e manchinhas vermelhas causadas pelas picadas, esses mosquitos podem ser transmissores de doenças como a dengue, zica e chikungunya.

Além dos mosquitos, o aumento do mato e o acúmulo de entulhos, principalmente os provenientes de lixo e material de construção que são descartados de forma irregular. No verão, com o aumento da temperatura, é comum que os escorpiões saiam de seus abrigos para se reproduzirem em outros ninhos, causando a infestação de escorpiões nas cidades. Segundo dados do Ministério da Saúde, em 2020 foram registrados 1.818 acidentes com animais peçonhentos, sendo que os acidentes com escorpiões correspondem pela maioria com 1.375 casos.

No caso dos escorpiões, a infestação de baratas também comum no verão, deve ser controlada, pois o escorpião é um predador ativo e as baratas são suas principais presas. Vale lembrar, que o veneno do escorpião é altamente perigoso, podendo tornar-se letal, principalmente em crianças e animais de estimação.

O período chuvoso característico do verão também é ideal para a proliferação de roedores. Esses animais são os principais transmissores da leptospirose, uma infecção bacteriana transmitida pela urina do rato contaminada pela bactéria leptospira. A infestação de roedores também é facilitada quando há acúmulo de lixo e crescimento do mato.

Para conter a infestação pelas pragas urbanas, é preciso estar atento à limpeza dos ambientes, evitando acúmulo de lixo, entulhos e crescimento excessivo da grama de jardins. Telas nas janelas evita a entrada de pernilongos e telas nos ralos evitam a entrada de escorpiões. Outra medida eficaz é investir no uso de alguns inseticidas.



Fonte: Região Noroeste



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Veterinária dá dicas para cuidar da saúde dos olhos de animais domésticos

Leia Mais