Notícias

Vespa-cuco: esse inseto é um espetáculo de cores e brilhos!

Compartilhe:     |  26 de maio de 2021

A natureza sempre nos surpreende com seres vivos cujos corpos parecem terem sido feitos com pedras e metais preciosos. Esse é o caso da vespa-cuco!

vespa-cuco é encontrada em áreas arenosas e quentes da Europa e da África, mas vale a pena conhecer e apreciar a beleza desse inseto.

Esse conteúdo apresenta informações, curiosidades e imagens dessa exuberante vespa.

Classificação científica

A vespa-cuco é o nome popular dado às 3000 espécies descritas de vespas parasitoides que compõem a ordem Hymenoptera.

Nesta ordem está inserida a família Chrysidiae, da qual fazem parte os gêneros Chrysis, Hedychrum, entre outros.

O nome Chrysididae tem origem grega e quer dizer “vaso de ouro, vestido bordado a ouro“, em referência à aparência diferenciada das vespas dessa família.

Nomes populares

As vespas que compõem os gêneros e as espécies da família Chrysidiae, também são conhecidas por outros nomes como:

Esses nomes se devem às várias colorações brilhantes que as vespas dessa família apresentam.

Aparência

Os corpos das vespas-cuco apresentam formas bem definidas e com diversas cores metálicas brilhantes, que funcionam como mimetismo (camuflagem natural), para se protegerem de predadores.

Estilo de vida e hábitos

vespa-cuco é conhecida por esse nome devido ao seu comportamento de colocar ovos para procriar em casulos abandonados de colmeias de abelha, ou ninhos de outras vespas. Lembrando o comportamento do pássaro cuco de usar os ninhos de outros pássaros para colocar seus ovos.

Mecanismo natural de defesa

A superfície do corpo da vespa-cuco é constituída de hidrocarbonetos cuticulares (CHCs), que possuem várias funções como: proteger o corpo da água e para comunicação química, através do cheiro imperceptível que exalam.

Dessa forma, esta vespa consegue driblar outros insetos de detectá-las através do odor, o que favorece ela de se aproximar e realizar o seu parasitismo no ninho alheio, sem ser percebida pelo cheiro.

Reprodução

A vespa-cuco fêmea não só aproveita os ninhos de abelhas e outros insetos, como também hospeda seus ovos nas abelhas operárias paralisadas, por exemplo pela lobo-de-abelha, que serviriam de alimento para as larvas dessa espécie de abelha.

Com isso, a vespa-cuco tem um comportamento parasita, pois se aproveita das tocas e das provisões alimentares dessa abelha e de outras vespas também.

Alimentação

As vespas-cuco apreciam néctares de flores, principalmente de espécies como:

Exemplos de espécies de vespa-cuco

variação de cores e formas diferenciam as espécie de vespa-cuco.

Como por exemplo:

Chrysis semicincta

Esta espécie tem a cabeça de um verde azulado, olhos negros, faixa  azul entre as asas, pés verdes azulados e asas transparentes.

As mandíbulas dela são marrom-avermelhadas, seu tórax possui nuances de cores como verde metálico, azul e a lateral do seu corpo tem tons verde metálico e azul arroxeado.

Este inseto vive nas seguintes regiões: Sudoeste da Europa (França) e Norte da África.

Fonte foto

Hedychrum rutilans

Hedychrum rutilans é mais uma das espécies de vespas-cuco (família Chrysididae), porém pertence ao gênero Hedychrum.

Esta espécie é encontrada na Itália, Grécia, França, Suíça, Portugal, Espanha, Áustria, Bulgária, Polônia, Portugal e no Norte da África.

A cabeça e o tórax dessa vespa apresentam nuances verdes azuladas metálicas e o abdômen é de um rosa escuro bem intenso.

Fonte foto

Essas vespas são lindas demais e vê-las só nos faz perceber como a natureza é cheia de magia, encanto e diversidade!



Fonte: Greenme - Deise Aur



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Como não repreender seu cachorro – Dicas de cuidados e educação

Leia Mais