Notícias

Vitamina C: além de curar gripes e resfriados é ótima também para a pele. Veja por que

Compartilhe:     |  10 de novembro de 2020

Para curar gripes e resfriados, todo mundo já tomou vitamina C. Mas este nutriente também é muito bom para a pele. Veja o porquê.

A maioria dos produtos para a pele que contêm vitamina C, prometem redução das rugas, das linhas de expressão e das linhas finas, uniformização da textura e da tonalidade da pele, suavização dos poros dilatados e recuperação da luminosidade.

De fato, a vitamina C é um poderoso antioxidante que melhora o aspecto da pele, deixando-a mais saudável e com aparência mais jovem.

Isso porque, o ácido ascórbico (a vitamina C) é uma molécula cuja principal função é estimular a síntese do colágeno (a proteína fundamental na constituição do tecido conjuntivo), servindo também à pele como protetora dos raios UV.

vitamina C ajuda na formação e dá resistência aos ossos, dentes, tendões e paredes dos vasos sanguíneos. Por isso, protege o coração de doenças e ajuda a reforçar o sistema imunológico.

A vitamina C também ajuda na síntese de hormônios, neurotransmissores, na respiração celular e estimula o bom funcionamento das glândulas supra-renais, que regulam o metabolismo e a liberação de hormônios que controlam o corpo em situações de estresse.

Mas será que cremes à base de vitamina C e suplementos são necessários, ou uma alimentação rica em frutas e verduras seria o suficiente para garantir a vitamina C necessária para ter pele bonita e saudável?

Vamos descobrir!

Vitamina C na pele

As propriedades antioxidantes da vitamina C, bem como seu papel na síntese do colágeno, fazem dela uma molécula vital para a saúde da pele. Mas o modo pelo qual esta vitamina age sobre a pele ainda não é bem conhecido porque existem poucas pesquisas a este respeito.

Esta revisão, por exemplo, discute a eficácia das aplicações tópicas da vitamina C na pele em comparação com a sua ingestão via alimentação, e sugere quais propriedades da pele têm maior probabilidade de se beneficiarem de uma melhor ingestão nutricional desta vitamina.

A vitamina C é um constituinte natural e abundante na derme e na epiderme, isso faz com que a síntese de colágeno seja de fato dependente desta vitamina. Estudos demonstram que a suplementação de vitamina C melhora a síntese do colágeno in vivo.

A nossa pele consegue acumular altas concentrações de vitamina C, e isso em associação com a vitamina E, confere maior proteção contra a irradiação UV.

Mas a administração da vitamina C diretamente sobre a pele (uso tópico) é um desafio, porque trata-se de uma vitamina sensível à luz, ao calor e à presença de água. Portanto as formulações deve considerar esse fato. Também se diz que  produtos que contêm as vitaminas C e E juntas, além de um veículo de transporte, são mais eficazes.

O que os estudos reforçam porém, é que uma boa saúde da pele está diretamente ligada à ingestão de frutas e verduras, o que foi comprovado em vários testes. Contudo, dado que estes alimentos são compostos também de outros nutrientes, e que o componente ativo nas frutas e vegetais responsável pelo benefício observado nos testes não fora identificado, acredita-se que o efeito benéfico de uma alimentação rica em vitamina C sobre a pele, provavelmente seja multifatorial.

O que se atesta é que os sinais de envelhecimento da pele humana podem ser amenizados com a ajuda da vitamina C. Vários estudos confirmam isso, embora seja difícil medir as alterações cutâneas alcançadas, como a deposição do colágeno ou a profundidade das rugas. Mas resta dado de fato que a vitamina C auxilia auxilia bastante na cicatrização de feridas e minimiza a formação de queloides, o que fora demonstrado em vários estudos clínicos.

Podemos resumir os benefícios da Vitamina C sobre a pele, com base nessa outra revisão, publicada pela Oregon State University, listando o que segue:

Proteção contra os danos causados pelo sol

A vitamina C limita os danos induzidos pela exposição à luz ultravioleta (UV). Ela não atua como “protetor solar” porque não absorve os raios UVA ou UVB, mas a sua atividade antioxidante protege a pele contra os danos causados causados pelos radicais livres produzidos pela irradiação solar.

Antirrugas

A vitamina C regula a síntese da proteína estrutural do colágeno portanto é um antirrugas e um antioxidante natural contra o envelhecimento natural da pele. Estudos demonstram que maiores ingestões de vitamina C estão ligadas a uma aparência mais jovem da pele.

Contra manchas

A vitamina C ambém ajuda a resolver problemas de manchas na pele causadas pelo sol (fotoenvelhecimento), porque aumenta a síntese do colágeno para reparar a pele danificada.

Cicatrização de feridas

Um dos sintomas do escorbuto (doença causada pela carência de vitamina C) é a má cicatrização de feridas. Daí tem-se a importância da vitamina C no papel reparador da pele. Tudo estaria ligado sempre à sintetização do colágeno e ao fator anti-inflamatório da vitamina C.

Estudos demonstraram que a suplementação de vitamina C em indivíduos deficientes dela, mostraram benefícios significativos na cicatrização de feridas, mas em indivíduos saudáveis, esse efeito não foi notado.

Pele seca

Maiores ingestões de vitamina C na alimentação foram relacionados com uma diminuição da pele seca. Isso sugere que o ácido ascórbico pode ter efeitos sobre a perda de água transepidérmica. Mas com relação ao uso de cremes e pomadas a base de vitamina C para combater a pele seca, os estudo não são conclusivos.

Via oral x uso tópico

Cremes funcionam?

Estudos demonstraram que o uso da vitamina C (em quantidades de 3 a 10%) em aplicações tópicas por pelo menos 12 semanas, de fato ajudou a diminuir as rugas, a reduzir os danos às fibras de proteína, a diminuir a aparência de pele áspera e a aumentar a produção de colágeno.

A vitamina C tópica também demonstrou reverter algumas das mudanças estruturais relacionadas à idade na interface entre a derme e a epiderme.

No entanto, os efeitos da vitamina C tópica não são aparentes em todos os indivíduos e, curiosamente, um estudo descobriu que os indivíduos com alta ingestão de vitamina C na dieta mostraram nenhum ou pouco efeito com a administração tópica.

A vitamina C tópica pode ser útil contra a acne para reduzir as lesões inflamatórias. No entanto, os estudos se concentraram principalmente no uso de ascorbil fosfato de sódio, um derivado sintético que pode ser pouco absorvido pela pele.

A vitamina C tópica também pode ter efeitos leves para o clareamento da pele, manchada  por reduções na produção e oxidação da melanina.

vitamina c

Mantenha a vitamina C em alta

Agora que você descobriu que pele jovem e bonita tem tudo a ver com vitamina C, anote essas 3 dicas:

Portanto se estiver pensando em suplementacão com vitamina C, procure um médico antes, suplementar sem necessidade significa dinheiro jogado fora e nenhum efeito garantido.

Já a alimentação saudável sim! Essa é sem contra-indicações e garante efeitos comprovados.

Talvez seja o caso de dizer com relação à vitamina C que, de fato, A BELEZA VEM DE DENTRO :))



Fonte: GreenMe



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Colecionadores de fãs, os siameses são inteligentes, comunicativos e brincalhões. Conheça curiosidades da raça

Leia Mais