Notícias

Zoo de Brasília critica a decisão da Justiça de devolver animais a um circo

Compartilhe:     |  5 de abril de 2015

O engenheiro civil Thiago Bragança, 30 anos, levantou cedo da cama, na manhã de ontem, para ir ao Jardim Zoológico de Brasília visitar os animais de que gosta. Entre os preferidos dele estão o elefante Chocolate, que adora interagir com o público, e o rinoceronte Thor, um mamífero de grande porte que chama a atenção. Os dois bichos, assim como um hipopótamo e uma lhama, pertenciam ao Le Cirque e foram apreendidos por determinação do Ibama em 2008 e levados para o local onde vivem atualmente. Sete anos depois, a Justiça determinou a devolução dos animais ao circo, julgando improcedente a denúncia. A presidente da Associação Protetora dos Animais do DF (ProAnima), Simone Lima, quer organizar uma grande mobilização para evitar a retirada dos animais do zoo.

Assim como a ONG, Thiago e outros visitantes do zoo também pedem pela permanência dos bichos e temem que eles voltem ao circo. “Eles são as atrações principais desse lugar. Aqui, estão bem tratados e fazem parte da história e da lista preferida de muitos frequentadores. A população e as entidades de proteção animal não podem deixar que voltem a ser explorados pelo circo”, comenta o engenheiro. Ele é goiano, vive em Brasília há quatro anos e conta que um dos passeios preferidos é a ida ao local. “O lugar deles é aqui. Não concordo com essa determinação”, afirma.

No ano em que chegaram ao zoológico, a ProAnima e ativistas denunciaram maus-tratos aos animais que estavam no Le Cirque, que, na época, se apresentava em Brasília. O Ibama constatou os abusos e apreendeu 26 animais — alguns ficaram tutelados no zoo de Brasília.



Fonte: Correio Brasiliense



Leia também:

Projetos ambientais
Aqui você é o Reporter

Espaço Animal

Educação canina para iniciantes: 5 dicas

Leia Mais